Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

06
Nov20

... o LOBO e... o PEDRO!!!...

sherpas

… gosto de “estória” antiga, tirar conclusão, depois de lida,
bem digerida,
exemplo de vida, ilusão,

DSC02834

moral de quem a engendrou, tradição que ficou, repetida,
tão contada,
ouvida...

mencionada, por tudo, por nada, comparação, em todo o MUNDO,
quanta lembrança,
como... quando criança,

tenho feito, com outras, agora, pela circunstância, quanto defeito,
mais recordo, ainda, velhinha, qual MATUSALÉM,
de pais para filhos, retoque, aperfeiçoamento,
neste “mundilho” de lamento...
mais aquém, mais além, “cadilhos”

pendência d´outrora que vai embora,
esvanece, trata como insignificância,
perde valência...
tão abaixo da excelência, minudência,
quase esquece, imensa teia, franja, parca,
sem importância,

eram muitos no povoado, serrano, agreste, todos, com seu bocado,
algum gado...
predominantemente ovelhas, todas juntas, cordeiros, vulgares, badanas,
novas, velhas, não m´enganas, arrebanhas,

precisão, quando nos chamas,
conduzes... ocasião,

comunitário, entregue ao cuidado de um que outro rapaz, novo, vida airada,
deslizava,
sem preocupação... grande cajado,

cão, como companheiro, fero lobo,
temido adversário assim cuidava... quem calhava,

lá se iam revezando, entendendo, guardando, até que, por pirraça, algum descuido,
já conhecido...
convicto brincalhão, sua queda, sua raça, de seu nome Pedro, o eloquente,
pouquinha gente,

travesso, incompetente, ficou de guarda ao rebanho,
quanto engano...

no alto daquela serra, povoléu na sua lide, fazendo pela vida, na horta, na casa,
no estábulo, na conversa costumeira,
no sol que s´apanha...
no cigarro com que se deleita,

na roupa que s´enxuga, na mama que se dá, puxa que não puxa, bola que ciranda,
de lá, para cá, rotina,
conversa mole... quase à tardinha,

que vem o LOBO, que vem o LOBO, um vozeirão
alvoroça o POVO...
amesquinha aldeão,

estremece a família, gera confusão, provoca antipatia,
do alto daquela serra, com intenção, não se cansava, repetia,
que vem o LOBO, que vem o LOBO,
tão perverso, entoava,
escondido por pedregulho...

quanto engulho, manha, mentira,
olhava para tanta aflição...
insensível, enquanto atirava maldição,

esbaforidos, velhos, novos, pequenos, também,
homens, mulheres,
tachos, panelas, colheres...

foram mais além, com pedras, paus, foices, martelos, varas retorcidas,
caras fechadas, enlouquecidas...
olhavam, olhavam, não viam nada,
rebanho pastava,

sonora gargalhada, mentiroso brincalhão,
rebolando-se no chão...
ria, ria, ria, provocando antipatia,

os dias passaram, revezavam-se as vezes,
esqueciam-se as fezes...
a rotina regressava, a senhora lavava,
o homem lavrava,

os mais novos, brincavam, puxa daqui, puxa d´acolá,
de lá para cá, de cá para lá...
normalidade no aldeamento, na serra agreste, rebanho de todos,
tão simples, tão tolos,

que vem o LOBO, que vem o LOBO, repetiu-se a cena,
esforço inaudito,
povoléu aflito...

ganância de todos, fúria desmedida,
aí vai, encosta arriba...
quando chegados, outra partida,

risos, gargalhares, enfados, esgares,
costas curvas, suaves arfares,
tristonhos, perante…

dengoso pedante, mentiroso activo,
tratante…
cativo,

mentira tão dura... perdura, perdura,
escarnece de ser vivo, patrício, na certa,
que prémio, oferta (?)

mais tarde, tentou, gritou, gritou,
que vem o LOBO, que vem o LOBO, mau cariz,
refocilante, perto de si, junto a seu nariz...

abatendo ovelhas, matando, com ímpeto, rasgando vestes do Pedro,
um que outro arranhão, que vem o LOBO, que vem o LOBO,
no vale, o POVO, olhava, fingia que não ouvia,
não ligava, sequer, o LOBO zurzia,
matava, comia…

quem conta um conto... aumenta-lhe um ponto,

não serviu d´emenda ao mentiroso, rumoreia-se na aldeia, em surdina,
que quando mais novo,
num clube restrito, não foi LOBO,
foi lobito...

encontrava-se c´a fera, dizem… em recôndita gruta,
períodos repetidos,
mentiras, ditos...

partidas, chalaças, outras trapaças, pratinhos do dia,
vera simpatia...

episódios na serra, abatimento com vítimas, consequências gravosas,
cenas mentirosas...
lamentos, mortes, de facto, um caso, outro caso,
não raro,

contínuo prejuízo, ruído, arranhões, sustos, alguns encontrões,
muitos milhões...
estratégia, concerto,
miséria, defesa d´amigos tão íntimos,
puro acerto,

indiferentes a aflitos, com gritos,
com gritos…   Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub