Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

21
Jan07

... dura lex sed... lex???...

sherpas

 

 

 

. há algum tempo que me limito a postar pequenos textos, opiniões minhas… sobre tudo e mais alguma coisa, tentando clarificar situações dúbias, menos claras, absurdas e gritantes quando abusam em detrimento dos de sempre, dos mais carentes!!!... Não me contenho e atiro, sem dó nem piedade… contra os que possuem todos os trunfos na mão, independentemente de ideologias, de posicionamentos em qualquer dos três poderes soberanos que temos, que mantemos, inclusive do mais excelso, do que deveria ser fiel garante da Constituição que nos rege, que a deveria alterar de motus próprio quando a pratica em prol dos mais excluídos, não abrangidos pelo Sol que os deveria iluminar porque, quando nasce, é para todos, dando-lhe um toque pessoal, tocado pelo sentimento, cunho muito pessoal dos bem formados, claro!!!... As leis não podem ser inflexíveis, devem reger-se por valores de toda uma sociedade que as acata, quando justas e sensatas, devem ser alteradas quando duras e penalizadoras, quando alteram comportamentos, quando nos fazem gritar indignados, contristados pelos estragos avultados que provocam no indivíduo ou no colectivo!!!... Não sou Constitucionalista, não sou Deputado, não sou legislador, não sou político… sou um cidadão vulgar que, desde sempre, tentou ver as coisas pelo lado da razão, que pensa por si, que não impõe, que respeita e dá VOZ a quem a não tem, defeito meu, quiçá!!!... Gosto de meter o bedelho onde não sou visto, nem achado!!!... Maneiras de ser!!!...

 

… o Mundo mudou muito, desde há uns anitos, regido que é pela batuta do grande País que se considera muito e despreza tudo o mais, pela administração actual, a mais incapaz e destruidora que me foi dado conhecer, economia assente no petróleo, no armamento, noutros negócios de arromba, numa globalização feroz e pouco ou nada humanitária… fazendo e desfazendo a seu belo prazer, com o aplauso de certos sabujos, deslumbrados e subservientes, mal maior nosso, de quase todos os Países Ocidentais que, embora critiquem, não aprovem, lhes vão ao jeito, tentando ocultar COISAS e CASOS, deixando avançar disparidades que me assombram!!!... Lá vão, desfasados do direito internacional, quando se desvinculam do Tribunal Internacional de Haya, separados do Compromisso do Protocolo de Quioto quando não o reconhecem, não o aceitam, quando continuam conspurcando o que é de todos, estragando e desequilibrando a casa que nos pertence, provocando calamidades que nos tolhem, nos assustam, nos criam instabilidade, nos fazem sentir o que somos… formiguinhas que não saíram dos limites, que sofrem as consequências, uma e outra vez, pelos actos e desacatos provocados por outros!!!... Quando inclinados para uma parte belicosa e ferrenha, não respeitando a vida humana, impondo de qualquer maneira e feitio, provocando mortandades e ódios tamanhos, mostrando fauces e fúrias, provocando injúrias medonhas, originando outras bestialidades desconformes, mostrando o que são, eu… temo, tal como muitos!!!... Deixaram de ser respeitados a nível mundial, perderam créditos… vão ficando isolados, mal vistos, contestados!!!...

 

… direitos nacionais, direitos internacionais, leis e mais leis que se deveriam considerar, se deveriam ajustar aos interesses de todos, Países mais débeis, Países mais fortes, pessoas mais pobres, pessoas de vulto, a abarrotar de dinheiros e haveres, globalização que descura, que utiliza e rejeita, que trata mal, se preocupa somente com ganhos, rejeita a humanidade, produz em excesso riqueza e pobreza, incluídos de luxo, excluídos de meter dó, direitos falsos, ignóbeis quando pervertem e revertem a favor duma só parte, leis injustas quando premeiam alguns, castigam imensos, desequilíbrios que se agudizam, provocam incómodo, não servem, quando desculpabilizam facínoras provados, ocultam tramóias de alto coturno, acessíveis aos que possuem bens, inacessíveis aos que nada têm!!!... Concordo com a flexibilização das leis que nos regem, na sua humanização, quando ao serviço dos fracos, das vítimas de sempre, provocando-lhes maior e melhor segurança, não acredito nos efeitos positivos das economias florescentes, geralmente destinados a servir um restrito número de abençoados, não distribuindo pelos outros, as tais migalhas… como dizem!!!... Não sou contra as empresas, os grupos económicos, a Banca… aceito-os, só não entendo a dimensão disparatada que atingem!!!... Quanto maiores, maiores se tornam, maior a exploração dos que por lá trabalham, pagando mal, exigindo mais e mais… cada vez mais, estendendo império dentro doutro império, esticando a corda até mais não, tornando-se intocáveis, flutuando acima das leis que cozinharam, que os servem, que não respeitam, semi-deuses quase!!!...

 

… deram-me o sumo privilégio de pensar por mim, de escrever o que me der na real gana e… certo ou errado, graças àquele cravo de 1974, nunca mais deixei de manifestar opiniões, descabidas ou não, escritas com sentimento, com muita paixão, como sniper, atirador isolado, de acordo com o que penso, tentando ser bem formado, sem lambuzar botas ou rabos de alheios, nunca fui sabujo de ninguém, quero continuar sendo como sou, tenho-o aproveitado, tenho-me regalado, manifesto, em liberdade… o que me ocorre, doce regalo!!!... Doa a quem doer, quem não goste que ponha de lado… posição minha que mantenho!!!... As COISAS, por cá… com esta estória da IVG ou aborto, pelos dinheiros que se movimentam à custa das desgraçadas mulheres que o cometem clandestinamente, pelos frutos que surgem quando não a praticam, misérias que se acumulam, que dão origem a situações degradantes, com apoios ou não, sabemos como tem sido, ocultados ou não em casas de acolhimento, fontes de rendimento para certas instituições, receitas avultadas, negócio na certa, através das vítimas, quando mal nascidas logo de início, têm acendido os espíritos… levados ou não, cada um com a sua opção, buscando solução!!!... Uma COISA é certa… acabar com a despenalização dum acto desesperado, aborto clandestino, é obrigação dos bem formados, liberdade de escolher, em consciência, problema pessoal, íntimo, afinal!!!...

 

… muito badalado o CASO do pai adoptivo, do pai biológico… mais uma sem razão que penaliza quem distribuiu afectos e carinhos, quem foi pai exemplar, quem deu aquele sorriso, aquela palmadinha nas costas, aquele beijo na hora certa, aquele incentivo, levou ao colo, afagou, arroupou, alimentou, quem foi pai verdadeiro, a tempo inteiro, duma criança engendrada num dado momento, requisitada, mais tarde… crescida e tratada, ao abrigo duma lei insensível, injusta… que tira a quem merece, que dá a quem esquece, se lembra que tem direito!!!... Mal feito!!!... As leis fazem-se e desfazem-se, aplicam-se de acordo com a sensibilidade das pessoas… não à toa, como estão escritas, como foram redigidas, com dois ou três sentidos, consoante quem lê, consoante quem não vê ou vê demais!!!... São leis… nada mais!!!... No meio delas, acima das ditas… há sempre o bom senso, depois de avaliados os p´rós e os contras, o juízo final de quem tem a obrigação de a aplicar com correcção e dignidade, em nome da verdade!!!...

… muito mais poderia escrevinhar sobre leis que indicam caminhos, sobre leis que servem escaninhos, sobre leis que não são abrangentes, que reduzem muitas gentes, que beneficiam algumas, sobre leis convenientes, duvidosas, escandalosas, sobre leis que penalizam, que desculpabilizam, que protegem… leis dos homens, para certos homens, contra muitos homens, ligeiramente inclinadas, aprovadas por algumas bancadas parlamentares, quando maiorias insensatas!!!... Leis divinas que, através dos tempos, se alteraram pelos homens, que já não são… por conveniências de clero presente, quando reunidos, decidem, homens também!!!... Fulcro principal, cerne da questão… dinheiros ou interesses… contra os quais ou pelos quais, atrocidades se cometem todos os dias!!!... Dura lex, sed lex???... Ná, não creio!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub