Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

04
Jan07

... belmirada!!!...

sherpas

Fundo de pensões 2007-01-04 00:05

PT acusa CMVM de parcialidade

Operadora diz que Sonae manipulou o preço das acções para baixo e critica passividade da CMVM na guerra do fundo de pensões.

 

Alda Martins

 

A administração da Portugal Telecom (PT) acusa a CMVM de ser parcial no tratamento da informação sobre o fundo de pensões da operadora, que tem sido uma das “armas” usadas pela Sonae na “batalha”  da OPA.

 

Fonte da PT disse ao Diário Económico que “a CMVM está a tratar de forma desigual a PT nesta temática de fundo”. Em causa está um requerimento enviado pela operadora ao regulador do mercado, a 30 de Novembro de 2006, a que o Diário Económico (DE) teve acesso. A administração pedia a divulgação do estudo da PricewaterhouseCoopers sobre o fundo de pensões encomendado pela Sonae. Até à hora de fecho desta edição a PT não tinha recebido qualquer resposta da CMVM. 

 

“A CMVM não podia ter ignorado o nosso pedido. Se a questão estivesse esclarecida, e as conclusões do estudo fossem públicas, não daria azo a que a Sonae usasse o mesmo para manipular o mercado”, acrescentou a fonte da PT.

 

Contactada fonte da CMVM afirmou que a resposta seguiu ontem por carta, mas que o regulador entendeu não exigir a prestação de qualquer informação adicional por parte da Sonaecom em relação a esta matéria.

 

Fontes próximas do processo consideram no entanto que os cálculos mais detalhados que levaram a Sonae a apontar para um défice superior no fundo de pensões possa vir a constar no prospecto final da operação a registar na CMVM.

 

A administração da PT considera que a forma como o fundo de pensões tem vindo a ser gerido não levanta dúvidas nem maquilha os números. A Sonae escusou-se inicialmente a pronunciar-se sobre o fundo de pensões, alegando desconhecimento dos números, mas em conversas que teve com analistas internacionais e investidores, Paulo Azevedo, presidente da empresa, referiu  temer que o défice do fundo pudesse ser superior às expectativas iniciais da Sonaecom em cerca de mil milhões de euros, segundo uma nota de ‘research’ do banco alemão WestLB. Apesar de assumir que o modelo usado pela PT é o correcto, fonte da comissão executiva da Sonaecom tinha afirmado ao DE que não eram usadas “as melhores práticas europeias para o cálculo do défice”. Segundo a Reuters, os cálculos da PricewaterhouseCoopers apontavam para um défice de mais de três mil milhões de euros no fundo, contra os cerca de dois mil milhões de euros registados nas contas da PT durante 2006.

 

A falta de conhecimento das conclusões do estudo leva a que, no entendimento da fonte da PT, seja conhecido apenas aquilo que interessa a uma das partes, o que “afecta o preço e põe em causa a segurança e certeza da operação”.

 

No requerimento enviado à CMVM a PT chamava a atenção para o facto de a Sonaecom estar a utilizar o défice do fundo de pensões como uma das justificações para não subir o preço oferecido pelas acções na OPA. O tema do fundo de pensões constará também da resposta da empresa ao pedido de registo da operação feito pela Sonae, a ser entregue na próxima segunda-feira na CMVM.

 

A PT pede ainda garantias quanto aos cerca de 700 milhões de euros que tem provisionados para o cumprimento das obrigações com os cuidados de saúde. Segundo a mesma fonte, a Sonae terá de garantir que não utiliza este valor para cobrir o défice.

 

 

Fundo de Pensões

 

-  A PT tem 33.223 pensionistas. Os planos de pensões foram fechados em 1994 e os de saúde em 2000.

 

-  A PT utiliza tábuas de mortalidade do Reino Unido, que foram ajustadas à realidade específica portuguesa.

 

-  Em 2006, a contribuição para o fundo terá sido superior a 500 milhões de euros.

 

-  No final de 2005 o défice rondava os 2,5 mil milhões

 

… in Díário Económico!!!...

 

… grandes manipulações em… negociatas de milhares de milhões!!!... COISAS do MERCADO!!!... Será do interesse do Estado, dos trabalhadores da PT… dos consumidores???... Grande família Azevedo, espanhóis do Santander, France Telecom… comilões a preceito!!!... Qual o papel da governação, qual a última palavra pelo direito que ainda tem, as Golden Share que possui… que lho permite, é evidente!!!... Ao serviço do Grande Capital… evidência, subalternizada de facto!!!... Pois!!!... Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D