Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

07
Dez09

... miméticos!!!...

sherpas

... refugiar numa gruta refulgente d´insondáveis promessas futuras,

apaziguadora de todo, qualquer sofrimento,

incompreendido grito de revolta,

eflúvios inebriantes permanentes,

círculo mágico q´aquieta corpos, mentes,

isolado d´hecatombes, violências vastas, medonhas agruras,

tendo como recompensa do que busco,

numa hipérbole alucinante, reviravolta,

grupo denso, mais perfeito, sem mácula, noutros seres, noutras gentes,

sorrisos de encantamento, focos centrados num objectivo comum,

PAZ na TERRA, aperfeiçoamento constante, sem sangue, sem guerra,

bem afastado do que nos estraga, empequenece, nos reduz,


diminuto espaço que nos foi destinado nesta TERRA,

longínquas paragens, polinésias perdidas que surgem,

abrigam formigas nómadas que se multiplicam,

quando as absorvem,

folhinhas rasteiras que vogam seus destinos aleatórios,

nuns imensos, desconhecidos envoltórios,

abóbadas que rugem, que abençoam, que protegem,

forças abissais que são destinos incomensuráveis

para os que, como surgem, se apagam num repente,

receosos d´infinitos que não compreendem,

ainda temem,


sujeitos,

na gratidão que lhes rendem,

imperfeitos,

quando se prostram juntos, desvalidos,

crentes da sua caducidade repentina, felizes, vulneráveis,

acatando golpes profundos como destino, sofridos,

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.smile}

ignaro tão preenchido,

escolho do conhecimento que não é impeditivo,

fora de tudo, eremita bem recolhido na caverna que refulge,

abriga,

na débil língua d´areia que surge, mangal que se formou no “atol”

erupção mansa que trouxe tal maravilha à tona,

denso, colorido coral q´alimenta

povos que se recreiam com o que encontram na dádiva que lhes foi servida,

abrigo nas densas folhagens, areias resplandecentes,

tudo que se cria, reinventa,

naquilo que muito respeita,

aceita como vida,


descuido dum DEUS que muito permite,

acolhe na protecção temporária

do que permanece como dispensa esquecida, “rhodometra sacrária”

pousada num seco graveto escondido em tão denso matagal,

fazendo da sobrevivência natural... tão perfeito NATAL,


inóspita paragem no buraco profundo em que m´escondo,

envergonhado,

desiludido pelos brilhos aparentes que tudo destróem,

descrédito do efémero,

recolha ávida do q´aceita, sem recalco, estado virginal tão puro,

conjugação perfeita num meio repleto de sonho, fantasia,

fugaz resistência, do que não é constante nos elementos que s´aquietam,

permitem,

escape, aceitação naquilo que saboreiam,

aceitam, compondo,

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}

desconhecimento das fúrias que não criaram,

erupção lenta, ressurgimento de Paraíso na TERRA,

lágrima de Deus... onde se VIVE,

como povo que partilha folhinha débil, vulnerável,

paragem longínqua, polinésia admirável,


opostos que não convergem, não rejeitam,

cumprem missão que lhes foi destinada,

no pensamento grandiloquente com q´alguns se tornam monstros,

arrependem,

destruindo o que não criaram,

ofendem,


do que surgiu tal como se viu, olhando os outros q´aceita,

ser ínfimo que sobrevive escassos minutos num dia,

todo um hino mimético numa enorme fantasia,

alguns casuais, escassos encontros,

trialto como refrega, partilha entre tantos outros desafios q´ignora,

respeita, não chora,

estafeta com obstáculos, sem testemunhos, como corrida,

sem vencidos, sem vencedores, simples percursos de vida,


ao invés dos que calcam quando se convencem,

escondem, quando se disfarçam,

rejeitam, não sendo o que são,

em profusão,


natureza que se renova na constante explosão que somos

quando entendemos,

dispomos, compomos,

quando nos pomos no lugar certo que nos compete,

como deve!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D