Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

11
Mar09

... sobe e... desce, com "injecções"!!!...

sherpas

... um dia em cheio para quem aplica na BOLSA... ontem, funcionou de novo, subiu e deu ganhos por todo o lado, algum alívio, esperança balofa de quem ainda acredita, o rico ficou mais rico, o emprego não ressurgiu, manteve-se, agravou-se um pouco mais!!!...

 

... a dúvida não se dissipou, alguns sorrisos beatíficos para os que, numa manobra inusitada, retiraram biliões e biliões aos que não tiveram nada com fraudes, com burlas, com lixos tóxicos/mentiras, com guerras/destruições, com roubos/escondimentos em offshores por todo o Globo!!!... Escancararam a boca, produziram “berro” d´alívio/satisfação, esfregaram mão, de consciência tranquila, lá vão na certeza que ainda funciona o método que adoptaram, desequilíbrio tremendo entre os que muito têm, os que nada têm!!!...


... pagando duma maneira ou doutra, através d´habilidades anteriores, duma GUERRA que se arranja, despedimentos em barda, migalhas que se distribuem por quem tudo perde, sob forma de subsídio, esmolinha na hora, algumas vítimas de brincar, promessas que brotam como água pútrida da fonte, encruzilhada d´engodo q´é para suster, doa a quem doer!!!... Intervalando com algo que sobe, algo que desce, desconfiança permanente na cara do inocente, descrédito que fez tremer pilares do que se cimentou logo após queda do MURO, melhor caminho, glória ao DEUS dinheiro, à fartura/abastança para alguns, olhos abertos, mais prevenidos, persistência do abençoado por todo o lado, limando algumas arestas, arredando o que não presta, prendendo os que ultrapassaram, desequilibraram por ganâncias, por falta de decoro, por desregulação numa culpa que não se assume!!!...


... vivendo dos outros, como sempre, mesmo com nuvens negras, indecisões, injecções por falta de liquidez, lá se convenceram/convencem que funciona... insistem no mal que s´adensa!!!... Uns, no sétimo Céu, brincando com a vida de tantos... outros, mais vulneráveis mas descartáveis, sofrendo as passinhas do Algarve!!!... Afinal... o sistema capitalista não caiu, não cairá, resistirá de qualquer maneira, dê lá por onde der!!!...


... recordo aquele “nicho” com citação do Papa d´então... mesmo juntinho ao Santuário de Fátima, espécie de mostruário daquilo que se não pretende, pedaço de MURO de Berlim, que se mostra, que se conserva, que s´exibe como coisa maldita, prescrita, maldição/atentado maior de toda e qualquer liberdade, modo de vida que faliu, comunismo/cortina de ferro, divisão d`EUROPAS, mesmo ao pé d´alguns figurões que se perfilam em pedra cinzenta escura, granítica, com citações, com nomes dos que foram, não são, nesta religião q´é minha por imposição, não renego, aceito como recordação de quem ma deu em pequenino, dualidade que se confronta, posição permanente entre o “BEM” entre o “MAL” traçando destino do mais humilde ao potentado, virado para outro lado quando apregoa o contrário!!!...


... fazendo cantilena da tolerância, solidariedade, compreensão/amor, ajuda ao necessitado, cantando os bons valores, idolatrando o material, contradição permanente na construção/ostentação, na estatuária gigante, na monumentalidade de basílicas, catedrais, igrejas e igrejinhas, inscrevendo seguidores como quem enfileira associados num clube que não é espiritual, palpável/inclinado pr´o capital, q´adora, não chora os espezinhados, parasita esmola, doação, engrandece mais e mais, se guarda e resguarda atrás de grades, de bancos, s´idolatra como a mais verdadeira das verdadeiras, se indigna e dá espectáculo quando s´insurge contra rivais que sempre foram, esquecendo a origem de tudo, a invisibilidade que se oculta numa abstracção, incerteza de nomeada, dum DEUS que é de TODOS!!!...


... manifestação, vivência na TERRA por representante de há dois mil anos atrás, escritos/teologias aturadas, testemunhos/crenças, muitas e muitas sentenças, situacionismo que se deseja, sobeja!!!... Haverá, pelo andar da carruagem, pela recuperaçãozita aparente dos Casinos mundiais, mais divertimento de quem arrisca, continuidade deste engano, dentre todos, o melhor... para quem não é abalado, sequer, respaldado pelos de sempre, carne para canhão no desemprego quando rejeitados, no aproveitamento quando explorados, abatidos quando em demasia, nas fábricas que cerram, que abrem falência fraudulenta, que deslocalizam, na GUERRA q´inferniza, repetição dos bem instalados, fanáticos assumidos dos que, para isso, foram criados, quando formados, com voz potente, certezas que não convencem, males q´abanaram o MUNDO, ainda abanam finanças, economias, dogmas ziguezagueantes porque NUNCA mais será, como dantes!!!...


... desconfiado/pensante quando passo, quando vejo, quando almejo... arredando o que rejeito, aproveitamento dos “tansos” perante o que não entendo, grandiloquências desmesuradas entre humanos que são gigantes, rebaixamentos atrozes entre humanos que são trapos, nas religiões que me não convencem, nas políticas que se praticam, nas medalhas que se distribuem, nos “caducos” que nos induzem quando produzem, escritos/ditos, a coberto de teorias impróprias que me entristecem, hipocrisia diabólica n´arrumação que têm, que lhes convém mutuamente, que deu bronca da gorda, que não aquecem, não arrefecem!!!...


... recordo aquele nicho, mostruário... com bloco de betão do Muro que caiu, quase imagem que nos assombra, quase maldição pendente, recordo aquele espaço desaproveitado com figurões que se elogiam, permanecem como feitores de religião que se transformou em clube mui rico, protegido por grades, por ferros, por muros altos, portas/portões, basílicas que são portentos, catedrais como as mais, luxos em demasia, ladaínhas repetitivas, tolerâncias/solidariedades com poucas e poucas verdades, teologias antigas, escritos em demasia, desgraças que se argamassam, fominhas que provocam, não auxiliam como deve!!!...


... recordo estatuária dimensionada, santos mais que convictos com estatuto assumido, outros em vias disso, recordo falências/roubos, luxos/lixos, Bolsas que sobem/descem, injecções de contribuições, aparências sobre imprevisto, capitalismo d´abuso, gentes que brincam no espaço estrapaciando milhões, construções mirabolantes, medalhados com livros, esgarramentos e recepções, banquetes/ilusões, recordo mortos de medo, inocentes de vida fugaz, rebotalhos que se deitam fora, recordo o que me não satisfaz!!!...


... recordo aquele espaço... com lugar adequado para outro mostruário, vitrina ali ao lado, um pedaço duma BOLSA qualquer, uma queda enorme dum capitalismo selvagem, sanguinário, indecente, massacrador de vidas, de gentes, com placa conforme o CASO, dizeres do Papa vigente, antes de partida para Angola passeio como recreio, apoio como devaneio, denuncia de quem sofre, consciente daquilo que passa, avaliando a desgraça, demarcando do que não presta, s´isola, quase não resta!!!...

... desejo aquilo que penso, bem no meio, ali ao CENTRO... grande ponto de interrogação, renegando materialismo, ganância desmesurada, falando com toda a verdade numa religião que se renova, mais espiritualidade de facto, com placa reluzente, bem NOVA, CRISTO na TERRA com chicote, bradando em NOME do PAI, zelando pelo seu REBANHO, tanto agora como dantes!!!...

... mas... quem sou eu???... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D