Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

19
Dez08

... às voltas... na quadratura, no blog, também!!!...

sherpas
    A DERROTA DE PACHECO 
 
   Fernanda Câncio
  Jornalista - fernanda.m.cancio@dn.pt
 ... não se visualiza... sequer!!!... E depois???... Fazia de Cavaco.. uma espécie de "QUEEN" dos TUGAS???... Só visto... por uma "insignificância" apenas!!!... Com "crise" ou sem "crise"... cada um com o que lhe compete!!!...
 
 
... faltaram dois votos... apenas, para uma maioria de dois terços, sem votos contra, com abstenções dos que não são carne, não são peixe, semeiam a instabilidade p´ra ver s´a fruta cai!!!... Relembrando tempo passado... quando fardado de "topo", com "tiques" (???...) d´autoritarismo!!!... Ah... é verdade, se por acaso, o P.S. agradecia!!!...
 
 

Pedro Santana Lopes vai mesmo ser o candidato do PSD a Lisboa. Ao fim de um par de meses em que o próprio se anunciou disponível e a distrital de Lisboa o votou como candidato perante o silêncio ostensivo de Ferreira Leite, a improvável - inacreditável, não se desse o caso de ter sucedido - possibilidade passou a facto.
 sempre disposto para... uma luta???... 
Sobre o que isto diz de Santana (e do que Santana acha de si) mais o que diz de Ferreira Leite e do PSD começa a ser penoso falar, a não ser para concluir que todos estão a fazer, com grande competência e dedicação, o que é suposto para entregar, mais tarde ou mais cedo, a direcção do partido ao até agora ardilosamente sensato Passos Coelho.
... Passos Coelho... o da CGD!!!... Espécie ( sem ser corretor) de "Madoff"... à portuguesa!!!...
Interessante mesmo é analisar a situação do ponto de vista do mais notório estratego de Ferreira Leite, o mais aparente e aparatoso inimigo dos populismos, das "facilidades" e das "incoerências" de que Santana é o lídimo representante. Não só por Pacheco Pereira (sim, é ele) ter sido, de forma despudorada, deixado cair pela sua dama, numa das mais cruéis traições da política portuguesa recente e em mais um falhanço da sua desastrada carreira partidária, como, sobretudo, por ter mostrado a sua incapacidade, como analista e comentador, de avaliar personalidades, prever percursos e pesar estratégias.
... o "fraquíssimo" PODER do... abrupto!!!... Um "flop"... às voltas!!!...
Como pôde Pacheco Pereira enganar-se assim a respeito de alguém que conhece há tantos anos, política e pessoalmente? É Manuela Ferreira Leite uma assim tão boa actriz ou foi Pacheco Pereira que, desejoso de acreditar ter enfim encontrado a criatura perfeita para dirigir o PSD por interposta pessoa, se enganou a si próprio? Certo é que, esgotado o seu prazo de utilidade como propagandista da "seriedade" e "credibilidade", o homem que mais incensou a rectidão da líder, o seu carácter tão tão superior ao dos outros candidatos, as suas tão extraordinárias experiência e visão políticas e lhe guardou a vitória numa terna fotografia de groupie, viu prescindidos os seus serviços. Como ri Menezes, como ri Santana do seu arqui-inimigo. Como ri Passos Coelho, a quem chamou "velho jovem", a quem acusou de ser nada mais que um aparelhista e reduziu a "uma imagem" (e que era a Ferreira Leite das "nobres rugas" nos close-ups da RTP senão uma imagem?).
... esbaça imagem de... quem passa!!!... Como um sonho bom... às vezes, pesadelo!!!...
O homem que ontem dizia, na Quadratura do Círculo da SIC Notícias, ponderar votar em Santarém em vez de em Lisboa para não ter de encarar a hipótese de pôr a cruz em Santana sofreu uma das maiores derrotas da sua dupla condição de político e comentador. Não seguramente a primeira - tem aliás o simbolismo trágico de um prémio de carreira. Um prémio ao contrário, como ao contrário estava o símbolo do PSD nos seus escritos anti-Menezes e anti-Santana. Ao virar de pernas para o ar a seta do partido nesses tempos que julgou esconjurar e que regressaram com o rosto da sua candidata, Pacheco Pereira estava afinal a fazer o auto-retrato. Mas triste triste é que a sua derrota não seja a de um justo que nunca quis sujar as mãos, de um romântico que nunca se fez à intriga. Triste é que ele tenha realmente querido e tentado, e seja mesmo e sobretudo falta de jeito.|
... a "derrota" numa batalha!!!... Numa "GUERRA"... há outras "BATALHAS" pela frente, sempre!!!...

   ... in http://dn.sapo.pt/2008/12/19/opiniao/a_derrota_pacheco.html

 

   ... tudo isto e muito mais... à portuguesa, claro!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D