Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

17
Dez08

... maneiras de ver... o "MUNDO"!!!...

sherpas
"O êxito de uma presidência europeia não se mede propriamente pelos resultados alcançados durante o semestre a que ela diga respeito. Esse período tem necessariamente antecedentes preparatórios, tem uma continuidade igualmente necessária, aponta sobretudo ao médio e ao longo prazo e por isso os resultados não podem ser, regra geral, imputados, nem à duração, nem aos méritos de uma presidência isolada. Sem contar que expressões como êxito ou sucesso de uma presidência são normalmente um chavão aplicável a qualquer delas.
... GUERRAS!!!...

Mas desta vez não foi assim. A presidência francesa que termina dentro de duas semanas foi um êxito que ultrapassou todas as expectativas. Provavelmente também não podemos medir esse êxito por resultados que em grande parte ainda não conhecemos, mas pelo vigor e pelo pragmatismo inteligente e decidido com que Nicolas Sarzozy enfrentou uma série de dificuldades inesperadas, desde a crise na Geórgia à crise financeira e económica internacional.

... DIREITOS HUMANOS???...

Houve nas suas atitudes um certo bonapartismo, aliás mais ou menos bem recebido em toda a parte, até por não se saber muito bem como lidar com alguns dos problemas e com a sua crescente complexidade. Esse bonapartismo, assumido habilmente pelo presidente francês, não excluiu, de resto, uma notável capacidade de entente com Durão Barroso, com Gordon Brown e com Angela Merkel. Estes três nomes, juntamente com o de Sarkozy, formam o quadrilátero de que a União Europeia tem dependido essencialmente para o desenho do seu futuro face aos acontecimentos mais recentes. E Durão Barroso reforçou ainda mais as possibilidades de renovação do seu mandato na presidência da Comissão.
... efeitos devastadores no MUNDO!!!... Katrina!!!...

Quem pense que a senhora Merkel não quereria os resultados do Conselho Europeu de 11 e 12 de Dezembro e teve de ser forçada a aceitá-los, pode ler com proveito o artigo que ela subscreveu com o presidente francês e que foi publicado 15 dias antes, "Nous ne pouvons pas attendre" (cito pelo Figaro de 26 de Novembro), apontando já á flexibilidade concertada de soluções que veio a ser aprovada.
... GANÂNCIA... desmesurada!!!...

No tocante a pontos concretos, não é ainda evidente que o Tratado de Lisboa será ratificado de modo a entrar em vigor em 2010. Mas se a Irlanda conseguir a manutenção do princípio de um comissário por país, já se terá dado uma boa inflexão quanto a um dos seus mecanismos mais discutíveis.

... INSTABILIDADE... social!!!...

Também é discutível tudo o que respeita à política quanto às alterações climáticas e ao aquecimento global. A Europa ainda não analisou suficientemente uma série de problemas e de alternativas possíveis, de que Bjorn Lomborg tem sido um dos porta-vozes mais autorizados e mais silenciados. O eng.º Jorge Oliveira chama a minha atenção para o artigo muito interessante de James Kanter do International Herald Tribune de 10.12.08, "EU carbon trading system brings windfalls for some, with little benefit to climate change". Vale a pena lê-lo para se perceber a que ponto se fazem astronómicos negócios nesta matéria.
... XENOFOBIA... descarada!!!...

Quanto a muitos outros aspectos, a presidência francesa teve ideias, concertou estratégias, deu passos importantes e averbou resultados que, se não são todos do mesmo nível, se apresentam como globalmente positivos.
... mau exemplo constante... neoliberal ineficaz!!!...

E é de notar que Nicolas Sarkozy beneficiou a UE, ao inverter por completo a atitude tradicional da França em relação aos Estados Unidos, atitude essa que vinha oscilando, desde os tempos de De Gaulle até aos de Chirac, entre a indiferença e a diabolização do parceiro norte-americano.

... na AMÉRICA... dinheiro à borla!!!...

Nem se diga que Sarkozy o fez por ter sido Barack Obama a ganhar as eleições norte-americanas. Fê-lo por ter uma visão inteligente do futuro de uma Europa para a qual a relação transatlântica é crucial e que não se pode aguentar, nem no plano geo-estratégico, nem no plano do desenvolvimento económico sem uma estreita parceria com os Estados Unidos. Com George W. Bush teria acabado por fazer a mesma coisa.

...um "entusiasmante"... Santana Lopes!!!... As esquerdas... vão divergindo "alegremente"!!!...

De resto, logo desde a formação do seu Governo, o Presidente francês teve ocasião de mostrar não serem propriamente as questões de "limpeza de sangue" ideológica ou partidária que o preocupam ou fazem perder tempo. E foi essa receita que ele aplicou à União Europeia. Vamos ter saudades de Sarkozy. |"

 ... in http://dn.sapo.pt/2008/12/17/opiniao/saudades_sarkozy.html

 

... as certezas absolutas da COISA... a cada passo que se dá, mais se acentuam, na depreciação constante e pertinente do que é rejeitado por tanta GENTE!!!... Há que fazer uma "LIMPEZA" (soft)...  como dizia o "soba" da Madeira há dias e a ESPERANÇA voltará, um DIA!!!... Enfim... à portuguesa!!!... Sherpas!!!...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D