Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

05
Ago08

... o Mundo que temos... com divagações do "fixe"!!!...

sherpas

UMA INTERVENÇÃO INOPORTUNA


Mário Soares

... de Júlio Pomar... a pintura, claro!!!...

 

1Não parece ter sido muito feliz a intervenção, feita com pompa e circunstância, através das televisões, pelo sr. Presidente da República, no último dia de Julho passado, quando a maioria dos portugueses se preparava para ir de férias, procurando esquecer, por um mês, os problemas graves e complexos que os esperam no regresso. Não porque o tema que levantou não tenha pertinência e não seja uma preocupação legítima que lhe respeita. Mas pelas expectativas criadas e pelo momento e a forma que escolheu para o transmitir aos portugueses. Quando tudo vai depender da maneira como os deputados o irão debater - e tentar resolver - quando a Assembleia da República voltar a reunir-se, depois de férias. A questão que o Presidente levantou é de natureza político-constitucional e, na fase em que se encontra, cabe ao Parlamento agora pronunciar-se e não aos portugueses em geral. É por isso que vivemos em democracia representativa e num Estado de direito. E ao Presidente da República cabe a última palavra, quando tiver de homologar ou não o Estatuto. Por isso terá sido inoportuna - no tempo e na forma como a fez - a comunicação do Presidente da República.
... a intervenção... infeliz e desajustada!!!...


Quando os portugueses comuns estão preocupados - talvez mesmo angustiados - com outras questões, bem mais importantes, para eles, sejam continentais ou insulares: o custo de vida, a subir de forma exponencial; a crise energética e os seus efeitos nas bolsas de todos nós e nas empresas; a crise financeira, que afecta directamente todos os que têm acções na bolsa e, indirectamente, os que as não têm; o desemprego, que está a crescer não só em Portugal como na nossa vizinha Espanha, o que também nos afecta, a prazo; o escândalo da corrupção, que alastra por todo o espaço europeu e, entre nós, quando se corre o risco de suspender e arquivar os processos que resultaram da chamada "Operação Furacão", do "Apito Dourado" e outros (o que seria um escândalo e contribuiria para o descrédito definitivo da justiça portuguesa); a paralisia e crise em que está mergulhada a União Europeia - e nós com ela -, que tanto nos toca, quer queiramos quer não; a "bolha" do imobiliário, que de Espanha se repercutiu em Portugal; e tantos outros problemas que os portugueses sentem na carne.
... quando se forma um FURACÃO a sério... podem surgir muitos estragos!!!...


Ora, sobre tudo isto, o sr. Presidente tem-se referido sempre de fugida, muito discretamente, em breves respostas a perguntas circunstanciais que lhe fazem. Mas nunca fez um discurso de fundo. Não para pôr em causa a famosa cooperação estratégica com o Governo - que os portugueses têm, na sua maioria, apreciado -, mas para dar a conhecer o seu pensamento, aos portugueses, e indicar um rumo de esperança, quanto ao futuro.
... política do P.R. parcial que temos... tal e qual!!!...


Era isso, julgo, que todos esperavam quando foi anunciada uma "importante" comunicação do Presidente aos portugueses. Daí a frustração que se seguiu à comunicação do Presidente, que a maioria não terá sequer compreendido. Uma frustração que não deve repetir-se...
... as eleições "livres e democráticas" deste outro P.R. pode ser, também... um ploffff dos grandes!!!...


2George W. Bush, no final do seu mandato, está a ser obrigado, pela força das coisas, a renegar as suas convicções neoliberais. Foi o que aconteceu, discretamente, sem publicidade, em 30 de Julho passado, quando promulgou um ambicioso plano de ajuda para tentar salvar o sector imobiliário da dramática crise em que se encontra. Cerca de 400 mil proprietários de habitação, cujos juros e dívidas à banca não podem pagar, vão ter a possibilidade de recorrer a um fundo criado especialmente pela Administração Federal, no valor de 300 mil milhões de dólares, para se refinanciarem.
... o neoliberal do Bush, com a Laura dos seus amores, além de mandar matar em "barda"... também fez e faz rir, de pena!!!...


Quer dizer: o jogo livre do mercado é invertido pela intervenção do Estado para financiar os proprie- tários endividados. John Maynard Keynes tinha razão - e não os neoliberais - ao preconizar que a economia depende da política e não o contrário, motivo pelo qual o Estado deve ser forte e interventor, porque, em momentos de crise económica ou de grandes catástrofes naturais, os privados fogem e todos se voltam para o Estado, a pedir protecção.
... as pequenas COISAS... da vida!!!...


Bush agiu assim forçado pelas circunstâncias, quando já está de saída, e deixará, segundo as melhores estimativas, um deficit de 480 mil milhões de dólares. Ao contrário de Clinton, que deixou um considerável superavit. Note-se que Bush foi apoiado nesta medida mais pelos representantes e senadores democratas do que pelos republicanos (três quartos dos republicanos na Câmara dos Representantes votaram contra). Muitos dos seus correligionários mais fiéis criticaram - e criticam - a medida tomada por Bush.
... sede do FMI... em Washington D.C.!!!...


Curiosamente, quase ao mesmo tempo, o Fundo Monetário Internacional (FMI) publicou o seu estudo anual sobre o estado da economia americana. E lembrou - o que foi igualmente significativo - que a reforma da regulamentação financeira e imobiliária é necessária e urgente.
... pânico... disse ele!!!...


Realmente, a Reserva Federal Americana (FED), o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco Nacional Suíço anunciaram, em finais de Julho, um reforço concertado de refinanciamento dos bancos comerciais e de investimento. Porquê? Para tentar travar a crise de crédito, aumentando a liquidez dos mercados monetário e interbancário. Trata-se de evitar que alastre a crise financeira, considerada já pior do que a de 1929. Mas há a recessão, o desemprego, a crise energética e alimentar, o pânico nas empresas e nas bolsas... O que será preciso mais para que se compreenda que o sistema neoliberal, que nos tem dominado, se transformou num desastre total que é preciso eliminar de vez?|

 

 ... in DN!!!...

 

... mais palavras... para quê???... Enfim!!!... 

 

... como acrescento resta mencionar os Olímpicos, jogos da PAZ... num País, como tantos outros, no mais cruento que têm!!!... A pena de morte em pleno século XXI!!!...

 

 

... julgamento público,

 

 

 

grandes estádios... executados com crueza, sem um pingo d´humanidade!!!... A China no seu pior!!!...

 

... mais sofisticados, na cadeira eléctrica,

 

por injecção letal ou

enforcamento, dá igual nas ditaduras que são... democracias se denominam, regimes bem distintos em alguns pormenores, apenas!!!...

 

 

... Mundo cão... até com campos de concentração actuais!!!... TRISTEZA!!!... Sherpas!!!...

 ... GUANTANAMO... outra vez, vergonha que se perpetua!!!...

 

... direitos humanos em Abu Ghraib no Iraque... k´é deles???...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D