Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

15
Jul08

... ops... revista!!!...

sherpas

Editorial

 

 

Manuel AlegreA esquerda em Portugal e na Europa atravessa um dos momentos mais difíceis da sua história. Com a queda do muro de Berlim esperava-se a emergência do socialismo democrático. Mas o que veio foi o capitalismo global, a globalização desregulada, passe o paradoxo, pelas regras do banco Mundial, do FMI, da OCDE e outras organizações internacionais, que fizeram do neo-liberalismo um novo pensamento único. Pretende-se fazer crer que não há outras soluções senão as que decorrem das receitas impostas por estas instituições, muitas delas também veiculadas por Bruxelas. Que fazer?

 

A razão de ser da esquerda e do socialismo democrático foi sempre a de não se conformar e de procurar soluções alternativas. Como afirmou Octávio Paz, faliu a resposta histórica à pergunta formulada pelos primeiros socialistas sobre a injustiça inerente ao capitalismo. Mas a pergunta permanece. E o dever dos socialistas é o de procurar novas respostas e não baixar os braços perante as dificuldades. O agravamento das desigualdades e da pobreza, o aumento do desemprego e da precariedade, as alterações climáticas e a degradação ambiental, a crise alimentar, a crise dos combustíveis e a carestia de vida, bem como a crise de confiança e de esperança e a própria qualidade da democracia exigem um debate sério, sem complexos nem sujeição aos estereótipos dominantes.

 

É essa a contribuição que a Opinião Socialista pretende dar, de forma aberta e não sectária. Como Antero de Quental, pensamos que não é possível viver sem ideias. Como ele, pensamos ainda que o socialismo terá de ser sempre um protesto moral contra a injustiça e a opressão.

 

Todos somos responsáveis pelo nosso mundo e pelo nosso país. Chegou a hora de resistir ao condicionalismo e à colonização ideológica. A hora de sermos nós próprios e de propormos soluções que se baseiem nos valores e não nos interesses que confiscaram o Estado e minam a confiança dos cidadãos nas instituições democráticas. Hora de resistir, de debater e de assumir e divulgar a nossa opinião socialista.

 

 

  Nº 001 . JULHO 2008

 ... pode ser que sim... pode ser que não!!!... Palavras bonitas, alguns feitos com desperfeitos, como em tudo na vida!!!... Enfim!!!... Sherpas!!!...

 ... à portuguesa!!!...

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D