Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

03
Jul08

... para que... conste!!!...

sherpas

... gosto de te ler, pensar sobre inquietações que sentes, tal como as minhas, de muitos outros, mais ou menos gravosas, amigão, consoante “motus vitae” de cada um, orientação mui pessoal do pecúlio farto ou modesto que se tem para gerir no presente que, logo... num repente, é futuro que se tem!!!... Acentuo e não me canso de o escrever... não milito, cidadão vulgar com opinião, aplaudindo ou denegrindo, de acordo e conforme com o que vou lendo, ouvindo e vendo, apreciando a meu jeito!!!....

... in Público!!!...

... gostei da entrevista de Sócrates, fui socretino assumido... algo desiludido pelo CASO do TRATADO, por outras medidas mais duras, por posturas desajustadas na altura, continuo apostando nele porque, oh ______________, entre dois males maiores, continuo preferindo o mal menor!!!... Depois da negra nuvem que se abateu... foi um raio de luz que surgiu, desanuviamento, vontade maior de servir quem o elegeu!!!... Vai fazendo “aos poucos” como é seu peculiar gosto de governar, seguindo um projecto, estratégia anteriormente estudada, rumo concreto e com fim determinado, não cedendo a pressões, ofensas e diatribes de todas as oposições, esquerdas extremas, direitas extremadas, esquerdas conservadoras, centros de interesses e influências, com alguns pecadilhos, fundilhos que quedam mal escondidos, mesmo sentado sobre eles, às vezes!!!... Daí a esperança que albergo... quando expectante me mostro!!!... Alguma “peta” pregou, incumprimento que não agradou à generalidade mas... pura verdade, no CASO dele como ministro primeiro, interessa o TODO, harmonia comestível, por ínvios caminhos, traçados que estão pelos que comandam o CLUBE EUROPEU, única OPÇÃO, por enquanto!!!...

... in TVI!!!... Nuvem negra que... paira, com segunda TANGA acabadinha de estrear, perante!!!...

 

... o mal que nos assola, sempre o disse, continuo afirmando... surgiu, um dia, numa “trempe” que se postou lá nos AÇORES, a tal CIMEIRA da GUERRA!!!... A partir desse dia... nunca mais nada foi como ERA!!!... Enquanto existirem como forças de peso... pouco ou nada dou pelo equilíbrio MUNDIAL sob o jugo do CAPITAL, da ESPECULAÇÃO desenfreada!!!... Temos pano para mangas... AINDA!!!... Cá, como em todas as partes deste mundinho globalizado... os mais carentes sofrem consequências desatrosas, pobreza, miséria e fome, EUROPA sem valores nem dignidade, MERCADO demasiado exacerbado para o meu gosto, profundo desgosto!!!... Outra saída... creio que sim, sem os da contradança, gentinha com reformas duplas, vencimentos triplos, acções em bolsa, estadões de estalo!!!... Temos EXEMPLOS disso... aos montões, com uma recém-eleita que perora segunda versão da TANGA, nuazinha em pêlo, sem tostão no meio de tanto milhão, assim o diz!!!...

 

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1320103

 

... simples treinadores de bancada, sem provas dadas ou... que não provaram, ainda!!!...

 

 

... afastar os que não prestam, os que apestam... apostar numa sociedade justa, social, solidária e tolerante, meu amigo e, quanto ao ministro primeiro... desempenhou BEM o seu papel, obrigação dele, GRANDE SENTIDO de ESTADO!!!... Enfim!!!... Abraço do Sherpas!!!...

 

... à portuguesa!!!...

 

02
Jul08

... nem, aos poucos... me convence!!!...

sherpas

http://dn.sapo.pt/2008/07/02/nacional/ferreira_leite_admite_discriminar_ca.html 

 

... nem, aos poucos... me convence!!!...

... in D.N.!!!...

... quando defende tudo e o seu contrário, quando diz e se desdiz num continuado disparate, quando admite mas rejeita, quando pretende para todos o que tenta desfazer, quando esquece feitos passados, subsídios a perder de vista para ricos e amigos, escândalos financeiros em compras de assombro tão mal explicadas (submarinos e quejandos) dívidas que não sanou, défice lá pelas alturas, construção de elefantes brancos com dinheiros por baixo da mesa,  tempo em que o País entrou em recessão, em que em vez de crescer o seu PIB decresceu, malabarismos contabilisticos para apresentar artificialmente um defice abaixo dos 3% à custa da venda das dividas dos contribuintes ao Estado por apenas 15% do seu valor total ao City Group, entre outras extravagâncias extraordinárias, de arrepiar!!!... Subsídios para os mais ricos, para os pobres, novos ou velhos... instituições de caridade, mantendo distanciamento como sempre gostaram, donos dum bolo que também pretendem, antes que acabe!!!...

... pensava que só o Marcelo comentador se entretinha a dizer e a desdizer, aplaudindo ou denegrindo dum dia para o outro... impávido e sereno!!!... Afinal, a "velha" senhora... pegou-lhe o jeito, esquecendo tanto desperfeito!!!... As grandes obras são necessárias, comparticipadas por fundos europeus, privados e alguns do ESTADO, injecção de urgência para uma economia que estiola, não reanima!!!... Os submarinos... nem para a pesca da sardinha ou do atum, dívidas e negociatas assumidas por todos, não explicadas, ainda!!!...

... já nos tempos de Cavaco gastaram à tripa forra, tiveram bancarrota, fizeram "homens de sucesso" garantido, não resolveram discrepâncias existentes, agravaram fosso abissal, criaram o MONSTRO que perdura, dura, dura, dura!!!...

... memória tão curta, com Durão e TANGA, nuazinha com a Manela, agora... governanças do desperdício, demagogias puras, a ver se cola!!!... Dois males maiores, contradança que se pretende, mentiras que se aventam... entretenimento permanente!!!... Continuo apostando no mal menor porque... só de recordar, me embriago, quase enlouqueço, aborreço!!!... Enfim!!!... Sherpas!!!...

 

... à portuguesa!!!...

 

02
Jul08

... tal e qual... do BB, com missas!!!...

sherpas
Aumentam os transportes e aumentam os preços das missas. Entre as minudências materiais e a infinitude do espírito já não há as diferenças que implicavam um irredutível antagonismo. A vida quotidiana, no "socialismo moderno" de José Sócrates, está insuportável. Ajudava, para alguns, o encontro com Deus, na liturgia missal. Agora, até esse alívio dos aflitos cobra aumento. Sabemos que não somos feitos para compreender muitas coisas, e que a política é a disciplina das ambiguidades. No entanto, entendemos menos o domínio do vil metal no território do religioso. O preço das missas vai corresponder a que tabela? A uma medida semelhante à dos transportes colectivos? Por tempo, equivalendo este à quilometragem? Em quanto vai importar uma modesta novena? E um piedoso rito de defuntos?

Haverá, então, razões para crer na afirmação do teólogo assuncionista Marcel Neusch [Deus no Século XXI, Instituto Piaget, Colecção Crença e Razão], segundo o qual "Deus deixou de ser contestado porque, para muitos, Ele deixou de fazer parte das questões que interessam aos homens"? Adiciono, para complemento de reflexão, estas perguntas do padre Anselmo Borges, leitura estimulante aqui, no DN: "Que Deus é esse, em nome do qual se aterroriza e mata pessoas? Há guerras em curso, e os cristãos pedem ao Deus, os judeus pedem ao Deus, os muçulmanos pedem ao Deus. Qual Deus? E que vai Deus fazer para atender a todos contraditoriamente?"

Em todos os conflitos contemporâneos, a Igreja tem desempenhado um papel relevante. Para o bem e para o mal. Muitas das suas evasivas, numerosos dos seus silêncios atingem, historicamente, os domínios do escândalo. O papa do Hitler, Pio XII, que abençoou as Divisões Panzer, e estendeu o braço numa saudação aberrante, não é, somente, a simbólica de uma época: reflecte uma intenção e assinala uma ideologia.

A evidência é que a dimensão histórica da cruz permitiu toda a espécie de abusos, inclusive o da superstição. As missas são agora mais caras. A decisão, creio que vaticana, obedece a uma exigência dos tempos, que transforma os arautos e servidores do Reino em deploráveis mercenários.

"A glória de Deus é o pobre vivo." A frase de Ireneu deixa de fazer sentido. E o aumento do custo das missas, por módico que seja, sugere que a plenitude do amor na fé é gravemente amachucada. Pediam, os crentes, a salvação do mundo e a purificação das pessoais almas. Para isso, oravam, na apoquentação de quem acredita que uma boa prece é sempre a derrota dos males concretos. Entre os quais estes, rudemente impostos pela política de Sócrates. O amparo, presumidamente oferecido, na grata solidariedade de quem vive em plena comunhão de afectos, dispõe, agora, de uma tabela de preços. Deus está no mercado.|

   ... in DN!!!...

 

   ..."DEUS" está no... mercado!!!... Oh... s´está, só vendo por aí, desde há muito!!!... Enfim!!!... Sherpas!!!...

 

Pág. 4/4

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D