Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

30
Dez07

... conjecturas minhas!!!...

sherpas

... FELIZ ANO NOVO     2008!!!...

... meu caro ___________... como me tens lido quando trocamos opiniões diversas, decerto já concluíste que não sou político vinculado a nenhum partido embora me preocupe com os ditos e com o que fazem e não fazem, com o que pretendem fazer ou não, com o que gostam de manter, desfazer, melhorando ou piorando mediante a utilização de palavreados raros e radicais, atitudes arrogantes e desajustadas, aproveitamento de regalias em proveito próprio que escandalizam toda a sociedade em que nos encontramos, fazemos parte dela!!!... Nem com PREC de esquerda, nem com PREC de direita, contra gamelas e os que que se fartam nelas, mais social e dialogante, de esquerda como tu... mais moderado, claro!!!... Não escondo o que sou, pequena parcela da tal sociedade civil que não há meio de intervir como gostaria, desejo meu!!!... Já surgem task forces interessantes contra abusos da REN, contra fecho de maternidades e urgências dos centros de saúde, contra deficiências no ensino, atrasos na justiça, sua ineficiência... imposições da ASAE, muitas outras surgirão!!!... Fazem o que fazem porque os cidadãos continuam carneiros e desinteressados pelo que lhes fazem... pagando impostos elevados, vendo lucros de fábula nos que enriquecem cada vez mais, encolhendo os ombros e admitindo, olhando em vão para o “fiel” da balança que não funciona, o que deveria ser equilíbrio, causador do que persiste desde há mais de trinta anos!!!...


... não se manifestando, sorrindo, lá vai com os seus “recreios” periódicos... não atando, nem desatando!!!... Apostei nos que apostei, Alegre e Sócrates... talvez me enganasse, ligeiramente desiludido, continuo insistindo que não há gente credível do outro lado, só de os olhar me arrepio!!!... Cabe-nos fazer o que esses não fazem... sem o PODER, não são NADA, dão TUDO para virem a ser, única e exclusivamente, até prometem em “seis meses e meio” rebentar com tudo que é público!!!... Depois de o fazerem... o que seria dos que dependem dele (ESTADO) nas suas variantes mais importantes, na saúde, no ensino, na segurança social, na justiça, no ambiente???... Ficaríamos TODOS... bem de vida???...


... há arestas que ferem, que são incómodas para a população mais débil, resultado de toda uma estratégia de consolidação de contas, redução do défice, abertura de “novas fronteiras” para os que as tiveram fechadas, novas oportunidades para os que não as tiveram, “publicitação dos sócretinos”, quiçá, aproveitamento dos rosados e alaranjados, os dos pactos continuados, por enquanto... e já lá vão quase dois terços da legislatura, comparando com a rebaldaria anterior algo fizeram, rosas com espinhos mas, com alguma tanga!!!... Não gosto do estilo, admito e espero... do fundo do coração te confesso que gostaria que outra força surgisse, além das que se alternam!!!...


... políticas à parte, para ti... para todos, um grande abraço e votos de muita saúde, paz e amor, bom ano novo!!!... Sherpas!!!...

26
Dez07

... balancetes e... balanços, com recuos, com avanços!!!...

sherpas

 

... Carla Bruni... tentação do Sarko!!!...

... não sou de balanços sobre acontecimentos políticos, actuação de portentos, asneira de asneirentos, continuação de logros, de enganos... pequenos ou tamanhos!!!... Tão pouco de balancetes sobre economias doutros, sobre carga de impostos, alívio de carteiras, recheio ou esvaziamento, alegria e tristeza... curtos momentos, passageiros, transitórios, inclinados, bajulantes!!!... Tento ser cordato, sensato, coerente comigo... quando julgo, não julgando, quando escrevo como sinto, não acusando, lamentando e augurando COISA melhor, futuro risonho mais alargado, abarcando a maior parte da sociedade a que pertenço, quando crio, quando penso!!!... Tantas ideias perversas me sobem, me fazem ferver, me dão pena... podem crer, quando leio, quando me entristeço, me alegro, às vezes!!!... Todos erramos, com maior ou menor incidência sobre costumeiros... os mais fracos, subentenda-se que deixei de me embasbacar perante figuras que se arvoram, publicitam, ludibriam, amesquinham quando contradizem aquilo que são!!!...

... in love, no Egipto... com o aviãozinho emprestado, ao fundo!!!...

 

... como todos gostamos do que nos preenche, apetites nossos, com mais ou menos jactância, vaidadezinha pessoal que se exagera onde menos se espera... como longevo que sou, mais longevo me pretendo, tendo assistido a tanta ridicularia de patarata, não me deixo arrastar por desboques alheios, não os critico, sorrio e, como de costume, dá-me para escrever, tomando como tema, agarrando o assunto, apartado do Mundo que se torna escuro, confuso... mais claro, prometedor, balançando consoante ventos e marés, fazendo parte do grupo dos mais sofredores, pagante e governado pelas governanças que se alternam, eleitos por quem quis, imunes e impunes, apesar de...

... o Filipão do Norte... com uma vontade de palmo, perante!!!...

... prova de gozo e folgança, não me compete criticar... não aprecio o estilo, não faria o mesmo desde que fosse, gabo o estômago dos “galos” perante esta “coisinha” que ascendeu e percorre, em passeio e avião emprestado de amigo forrado, alguns destinos turísticos na berra com a namoradinha de ocasião, mão na mão!!!... Até aí, tudo bem... com objectos pessoais e ferramentas que lhe pertencem pode fazer o que bem entender!!!... Caramba, o homem não é de ferro... levou com os pés da bem amada, tenta compensar!!!... Que não fica bem o empréstimo do avião, um facto... porque favor, com favor se paga, indesmentível, incrível!!!... Quem irá pagar, mais tarde... não sei não!!!... Ainda há quem o aprecie... dizendo-o à boca cheia, pequenina imitação nesta triste oposição maioritária que se pretende!!!... Enfim!!!...


... comecei com balanços e balancetes, anuais ou mensais, periódicos... por sistema, como estratagema que não gosto, opção que detesto, derivei um pouco!!!... Retomo o fio à meada... dizendo que, período de avaliação só no fim da legislatura!!!... Enquanto dura e não dura... entretenimento, com ou sem espavento, minha postura!!!...

 

José Sócrates deve viajar na próxima quarta-feira. A colecta para a prenda do primeiro-ministro foi organizada por Pedro Silva Pereira

... in Correio da Manhã!!!...

 

... ao longo destes três anitos passados, algo de positivo se fez, algo de negativo se cometeu... inverteu-se um ciclo de desbaratos, de negócios escandalosos, de falhas, de abusos, incompetências, irresponsabilidades que se diluíram porque fugiram, porque foram enxotados na hora indicada, corrupções e corruptelas, grandes, pequenas mazelas, chagas sociais, rastos avultados, milhares de milhões, pardais e passarões!!!... Os passarões com furacões, considerados como arguidos continuam, averiguados de mansinho, os corruptos... também, os pedófilos esquecidos, os apitos ainda apitam, os bancos aos trambolhões, com encontrões do Joe das massas, as negociatas organizam-se e concretizam-se como sempre, com ou sem espavento, lá vão!!!... A era dos auto-elogios desadequados, cuspindo p´ró ar... implantou-se, desbragou-se, compaginando com “tiradas” sem jeito, sem preceito, mesquinhices próprias de quem deseja, também!!!...


... enfim, continuo considerando os eleitos, aquilo que são... governação que, como tal, se aproveita bem de Portugal, com benesses e mordomias ou desviando para amigos do peito, em próprio proveito, uma vez rosada, outra alaranjada!!!... Dou-lhes o respeito que me merecem, avalio-os pelo que fazem ou não fazem, julgo-os na altura indicada!!!... Penso que não fazem nada mais do que devem... para isso são pagos, alguns elogiados, galardoados, pavoneados, convencidos, no sétimo céu, creio!!!...


... que País, o tal que se contradiz... com flamingos na baía, com descargas poluidoras, às vezes!!!... De norte a sul, na ribeira dos milagres... em tantos locais, os mais variados, vamos olhando para o lado, fingindo que não vemos, sofremos porque queremos, admitimos, não nos insurgimos!!!... Que balancete ou balanço, como avanço... de acordo com o que se cumpriu, poderia eu fazer???... Só se fosse tonto!!!... Não me comprometo, ainda... com tanta COISA pendente!!!... Sherpas!!!...

23
Dez07

... de Nuno Brederode dos Santos!!!...

sherpas

 

 

UM OLHAR POR CIMA DO OMBRO


Nuno Brederode Santos
jurista
brederode@clix.pt
 
Eu sigo o instinto: não puxo pela memória, porque acredito que ela esvazia com o esforço. É um caleidoscópio que dispara sem critério e esvai-se em factos, tempos, palavras e cores. Tirado o pipo, é difícil recolocá-lo. Tende a voar, janela fora, como a boneca insuflável do amante solitário. Por isso, entre o bacalhau e o peru, não largo a trela.

Daí que eu não passe em revista o ano que chega ao fim. Mas, se penso em 2008, ele assoma. E eu olho por cima do ombro. O que dele vejo e passo a referir pouco mais é que o focinho.

Vejo um semestre de presidência da União Europeia, que inegavelmente correu bem. Claro que pode não se gostar da ideia de nos envolvermos na aventura europeia. E então critique-se essa opção política em si mesma. Mas o sucesso mede-se em função dos objectivos. Pelo que não faz sentido criticar globalmente o modo como nos desempenhámos dela, quando eles foram manifestamente atingidos. Sejam como os quakers: sintam-se livres para não gostar de automóveis, mas não critiquem a condução de ninguém.

Vejo também um referendo, o da interrupção voluntária da gravidez, feito para repor a legitimidade - não jurídica, mas política - de uma decisão parlamentar. Correu bem. Juntámo-nos à modernidade e aos países que a vivem. Tempos depois, os derrotados já só se agarravam a notícias como aquela de que, afinal, o número de abortos voluntariamente solicitados era quase metade do que se anunciara. Raio de argumento. Porque a notícia é boa. Ninguém votou "sim" por achar que nascem meninos a mais.

Registo ainda a reforma do Parlamento. A opinião pública ser-lhe-á mais sensível ao abrir 2008, quando todos os mecanismos de prestação de contas do Governo perante a Assembleia estiverem a funcionar. Houve uma maioria capaz de limitar a liturgia com que os governos celebram o seu triunfo no hemiciclo. Não para vigorar no futuro e para complicar a glória dos outros, mas fragilizando o seu próprio presente. Não creio que haja muitos casos similares.

Fizeram-se eleições na Madeira, para que tudo ficasse ainda mais na mesma. Ficou mesmo. A solução do problema, que o poder soberano criou, designadamente pelas sucessivas contemporizações da Assembleia da República nas revisões constitucionais, continua a residir no modo como o Estado o quiser enfrentar. Alberto João Jardim quer uma quase união pessoal: Portugal e a Madeira serem dois países com um Presidente comum - acrescendo a isto a responsabilidade da República pelas despesas de tribunais, polícias e representação externa. Só uma posição firme do Estado pode repor a normalidade e o bom senso (e, de caminho, impedir que as oposições locais se convençam que é imitando Jardim que melhor lhe fazem oposição).

Fizeram-se eleições em Lisboa. Pouco participadas e com o PS e o PSD a verem os seus eleitorados divididos com candidaturas independentes. Ganhou o primeiro, mas apenas a oportunidade para desbravar o caminho de uma solução a prazo. O uso, por parte do PSD, de uma maioria na Assembleia Municipal que as urnas desautorizaram não augura dias tranquilos.

CDS e PSD mudaram as suas lideranças. O CDS não superou a sua perplexidade. E se, em termos de regime, alguém como Ribeiro e Castro podia valorizar a componente democrata-cristã e dar voz, nas instâncias políticas, a pulsões da Igreja, já os conservadores de Portas estão atolados na sua aflitiva redundância com a gente mais direitista do PSD. Este, por seu turno, trocou a insuficiência de Marques Mendes pela ineptidão de Menezes. Agora, como um canhão accionado por um artilheiro cego, o partido não acerta com as regras da balística. Ora fica aquém do alvo, convencido de que revela grande sentido de Estado, e desdobra-se em propostas de pactos de regime e apoios incondicionais a um Presidente da República que tem feito gala em apoiar o Governo, ora acerta além do alvo, com os irresponsáveis radicalismos de uma nova Constituição de raiz, o fim do Tribunal Constitucional e o "desmantelamento" do poder do Estado em seis meses.

Triste sina a de quem tem boas razões de queixa: sem oposição, não há Governo que acredite nelas. |
... in D.N.!!!...
... gostei!!!... Sherpas!!!...

 

 

21
Dez07

... q´amáveis... q´eles são!!!...

sherpas

Fisco: Direcção-geral dos Impostos envia 230 e-mail a devedores

21 de Dezembro de 2007, 10:16

Lisboa, 21 Dez (Lusa) - A Direcção-Geral das Contribuições e Impostos (DGCI) está a notificar por e-mail 230 mil contribuintes com dívidas em execução fiscal para que estes evitem perder benefícios relativamente a 2007, anunciou o Ministério das Finanças.

Nos e-mail, a DGCI recomenda aos contribuintes em dívida que regularizem a sua situação tributária antes do dia 31 de Dezembro, para não perderem benefícios fiscais.

No comunicado, o Ministério informa que já foram enviadas 152.914 mensagens relativas a contribuintes com dívidas relacionadas com o Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS), 53.678 relacionadas com o Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC) e 28.686 devidas ao incumprimento do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).

O Ministério esclarece que todos os casos dizem respeito a contribuintes com dívidas e que podem usufruir benefícios fiscais caso regularizem a sua situação antes do final do ano.

A DGCI, adianta o ministério, "implementou um novo sistema informático que controla de forma automática todas as situações em referência e procede ao cancelamento ou à não concessão de benefícios fiscais quando existam dívidas".

SB

Lusa/fim

... ainda assim... não sejam abrangidos pelas regalias (???...) que têm, desde que...

... já nos tempos do Jorge Coelho... quem se metia com o P.S. arriscava-se a "levar"!!!... Questão de tradição... ou não!!!... Sherpas!!!...

21
Dez07

... fim da caminhada!!!...

sherpas

                   

 

... na fossa!!!...

 

 ... passo a citar:

 

"José Saramago - Prémio Nobel de Literatura 1998


Prémio Europeu de Comunicação Jordi Xifra Heras (Girona) 1998
Prémio Nacional de Narrativa Città di Pienne (Itália) 1998
Prémio Nobel de Literatura 1998
Prémio Camões 1995
Prémio de Consagração de Carreira da Sociedade Portuguesa de Autores 1995
Prémio Vida Literária, da Associação Portuguesa de Escritores 1993

Filho e neto de camponeses sem terra, JOSÉ SARAMAGO nasceu na aldeia de Azinhaga, província do Ribatejo, no dia 16 de Novembro de 1922, se bem que o registo oficial mencione, como data do nascimento, o dia 18. Seus pais emigraram para Lisboa quando ele não perfizera ainda dois anos de idade. A maior parte da sua vida decorreu portanto na capital, embora até ao princípio da idade madura tivessem sido numerosas, e às vezes prolongadas, as suas estâncias na aldeia natal. Fez estudos secundários (liceal e técnico) que, por dificuldades económicas, não pôde prosseguir. No seu primeiro emprego foi serralheiro mecânico, tendo exercido depois diversas outras profissões: desenhador, funcionário da saúde e da previdência social, tradutor, editor, jornalista. Publicou o seu primeiro livro, um romance (Terra do Pecado), em 1947, tendo estado depois largo tempo sem publicar, até 1966. Trabalhou durante doze anos numa editora, onde exerceu funções de direcção literária e de produção. Colaborou como crítico literário na revista Seara Nova. Em 1972 e 1973 fez parte da redacção do jornal Diário de Lisboa, onde foi comentador político, tendo também coordenado, durante cerca de um ano, o suplemento cultural daquele vespertino. Pertenceu à primeira direcção da Associação Portuguesa de Escritores e foi, desde 1985 a 1994, presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Autores. Entre Abril e Novembro de 1975 foi director-adjunto do jornal Diário de Notícias. A partir de 1976 passou a viver exclusivamente do seu trabalho literário, primeiro como tradutor, depois como autor. Em Fevereiro de 1993 passou a dividir o seu tempo entre a sua residência habitual em Lisboa e a ilha de Lanzarote, no arquipélago de Canárias (Espanha). Está casado com Pilar del Río."

... os meus respeitos e... admiração!!!... Sherpas!!!...


21
Dez07

... Joe das... massas!!!...

sherpas

                              

 

 

... na berra!!!...

 

 ... passo a citar:

 

José Manuel Rodrigues Berardo (Ilha da Madeira, 4 de Julho de 1944) é um empresário e um importante coleccionador de arte português. Habitualmente conhecido como Joe Berardo.

Em 2004 foi distinguido com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique. Em 2005 foi agraciado com a Legião de Honra, a mais alta condecoração de França.

 

 

...  o Robim dos Bosques da... alta finança, o comendador coleccionador ou coleccionista!!!... Sherpas!!!...

21
Dez07

... o adivinho!!!...

sherpas

 

"PSD: Menezes prevê que Sócrates «nem vai dormir» em 2008 para responsder ao Parlamento

21 de Dezembro de 2007, 01:59

Lisboa, 21 Dez (Lusa) - O líder do PSD, Luís Filipe Menezes, disse na quinta-feira que o primeiro-ministro «nem vai dormir» em 2008, com a nova regra parlamentar que obrigará José Socrates a responder a perguntas de 15 em 15 dias.

"O PSD tem uma chance em 2009, se acreditar na sua força", afirmou Luís Filipe Menezes, numa intervenção no jantar de Natal do grupo parlamentar, que decorreu na noite de quinta-feira na Assembleia da República.

Menezes exortou os sociais-democratas a "cerrar fileiras" para ganhar as legislativas de 2009, porque se o partido não derrotar Sócrates já nas próximas eleições, depois será "mais difícil".

Se José Sócrates não for derrotado já em 2009, "será mais difícil em 2013 ou 2017", disse o líder social-democrata.

"Ou cerramos fileiras agora ou depois de 2009 só nos restará andar pelos corredores a dizer mal uns dos outros", acrescentou, insistindo que se o PSD for "afirmativo" e não se preocupar com "as sondagens do dia seguinte", mas apenas "com o povo que está lá fora receptivo a ouvir", então o partido estará no "caminho certo".

"O PSD tem todas as condições para vencer, mas não podemos ser os primeiros a atacarmo-nos a nós próprios", frisou, insistindo que o "PSD pode vencer em 2009 com um resultado robusto".

Antes, Luís Filipe Menezes, tinha já definido o caminho que o partido deverá seguir, começando "paulatinamente", a partir de Janeiro, a construir um discurso alternativo no terreno.

Contudo, continuou, "não seria sensato" apresentar já um programa de Governo, a dois anos de distância das legislativas.

Numa intervenção que se prologou por uma hora, o líder social-democrata deixou ainda críticas ao primeiro-ministro, lamentando que Portugal tenha actualmente "o crescimento mais incipiente da Europa".

A poucos dias do início de 2008, Luís Filipe Menezes deixou também a promessa de que não se irá descaracterizar, construindo uma "capa artificial para tapar os seus defeitos".

"Assumo claramente os meus defeitos", sublinhou.

Ainda acerca do próximo ano, o líder do PSD gracejou que irá começar o "martírio" de José Sócrates, que passará a deslocar-se ao plenário da Assembleia da República de 15 em 15 dias, por imposição do novo regimento do Parlamento.

"Nem vai dormir", disse.

Logo no início da sua intervenção, o líder social-democrata fez questão de salientar dois deputados - Pedro Santana Lopes e João Bosco Mota Amaral - "que romperam com as regras" e depois de todos os cargos que desempenharam são hoje parlamentares.

Antes de Luís Filipe Menezes, o líder da bancada do PSD, Pedro Santana Lopes, usou igualmente da palavra, prometendo ao presidente do partido que o grupo parlamentar está disponível para "o combate muito tenaz" que será a segunda parte da legislatura e trabalhará para que, daqui a dois anos, ele possa chegar à chefia do Governo.

"O tempo político passa muito depressa, estaremos atentos e firmemente no combate", disse, considerando que 2008 será o ano da "queda do mito do rigor e da capacidade de decidir" do Governo de maioria PS.

VAM.

Lusa/fim"

... cai ou não cai???... Agora é que é???... Deixa-me rir!!!...

... não temos uma oposição... temos uma suposição preocupada com o descanso nocturno do Ministro que é Primeiro, tomando como ponto de partida, sustentação que o mantém...  o debate parlamentar que passa a ser quinzenal!!!...

 

... fica-lhe mal, a companhia!!!...

 

... fala da "queda" do mito do (rigor e capacidade de decidir) como a dupla Durão/Sócrates fala da "queda" do Muro de Berlim aquando do alargamento do espaço Schengen a mais nove Países do clube!!!...

... à deriva, completamente invisível, sem estratégia de vulto... tal como o que fugiu para Bruxelas, espera que a "rosa murche" pelos desperfeitos cometidos na presente legislação, conta com a fortaleza de quem direcciona as energias noutras funções, mais excitantes e pícaras, tal como dantes!!!...

... mesmo com falta de sono... com os olhos cerrados, pelo que vou assistindo, pela inépcia do líder e da bancada, o do "mito" não tem muito com que se preocupar!!!... Enfim!!!... Sherpas!!!...

20
Dez07

... ele lá sabe... porquê!!!...

sherpas
Governo: Sócrates diz-se «muito feliz» com a equipa que tem
O primeiro-ministro, José Sócrates, transmitiu hoje aos seus ministros que estava «muito feliz com a equipa» que tem e que espera contar «com todos» no início do próximo ano, disse hoje à agência Lusa fonte do executivo.

 

De acordo com a mesma fonte, esta declaração de José Sócrates foi feita no almoço de natal do Governo, em São Bento, após a reunião do Conselho de Ministros.

A declaração do primeiro-ministro foi interpretada pelos presentes como um sinal de que não haverá qualquer remodelação a curto prazo.

No início do almoço, estiveram apenas presentes os ministros do Governo, mas, quando começou a ser servido o café, juntaram-se também os secretários de Estado.

Como presente de Natal, o primeiro-ministro ofereceu aos membros do Governo um GPS Ndrive, com tecnologia portuguesa.

Por ocasião da cimeira informal de chefes de Estado e de Governo da União Europeia, a 19 e 20 de Outubro, em Lisboa, Sócrates também ofereceu este GPS aos seus homólogos europeus.

Diário Digital / Lusa

20-12-2007 19:51:00

... há muita gente que pensa o contrário!!!... Porque será???... Fez COISAS que devia, outras que não... mais outras que adiou ou esqueceu, quando prometeu!!!... Enfim!!!... Sherpas!!!...

20
Dez07

... é de rir... chorando!!!...

sherpas

 

... o aviador!!!... A vida do milionário Howard Hughes!!!...

 

 

"Milionário proporciona a mendigo «dia no Paraíso»

2007/12/20 | 00:10
Concurso da revista «Privata Dzive» quer dar «objectivos» a quem tem pouco
 
O milionário letão July Kruminsh tornou realidade uma proposta da revista «Privata Dzive», que lançou a ideia de providenciar a um mendigo «Um dia no Paraíso», escreve a Lusa.

Alexandr Kuleshov, o contemplado, foi levado a um salão de beleza e dali foi conduzido à residência do milionário, onde pôde vestir camisas de 600 dólares (416 euros), fumar charutos, saborear bebidas selectas, nadar na piscina e jogar ao bilhar com July Kruminsh.

A revista «Private Dzive» espera que, com esta «visita ao mundo dos milionários», Alexandr Kuleshov, alcoólico e sem emprego, passe a ter «um objectivo na vida».

Como forma de retribuir o «Dia no Paraíso», Kuleshov propôs ao milionário levá-lo numa visita guiada aos sítios mais frequentados pelos vagabundos de Riga, a capital da Letónia, o que July Kruminsh aceitou."

 

... in J.N.!!!...

... vagabundo na alta roda!!!...

... onde é que eu já vi isto... em filme???... O Mundo está louco e... cínico!!!... Enfim!!!... Sherpas!!!...

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D