Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

27
Mar08

... aos zagues e... aos zigues, no laranjal!!!...

sherpas

  

 ... prestando preito a... Cavacus!!!...

   Menezes venceu Mendes a 28 de Setembro. Está há 180 dias à frente do PSD

O título deste texto poderia ser "Quatro Casamentos e Um Funeral", tal como o filme, mas a verdade é que, em apenas seis meses, Luís Filipe Menezes já sofreu vários ataques à liderança, chegou a afirmar que iria convocar novas directas e agora está longe de se poder decretar uma morte política. O calvário de Menezes começa logo em Outubro e durou até agora, em Março. Pelo meio, houve em seis meses, pelo menos, cinco crises e quatro ziguezagues, de que aqui daremos conta.

A relação com Pedro Santana Lopes, que lança "presidências abertas", recusa os serviços da agência de comunicação e ofusca a liderança do PSD com os debates com Sócrates, dá origem a outros episódios. A meio de Fevereiro, Santana Lopes é apanhado despercebido com a ameaça de Menezes em romper o acordo sobre a lei eleitoral autárquica. O deputado ainda se diz "surpreendido", mas é obrigado a introduzir um grau de tensão mais elevado nas reuniões com Alberto Martins, líder parlamentar do PS. Os sociais-democratas passam agora a defender com unhas e dentes o voto dos presidentes de junta de freguesia nas assembleias municipais, naquele que pode ser considerado o segundo grande "ziguezague" da liderança de Menezes, pois há menos de um ano, em artigo de opinião, o então challenger de Mendes tinha dito exactamente o contrário. Nas Novas Fronteiras, e sabendo da ruptura nas negociações, é o próprio Sócrates que usa a expressão.

Do primeiro "ziguezague", o primeiro-ministro não se queixou. Mal foi eleito, Menezes obrigou o PSD a mudar a sua posição em relação à forma de ratificação do Tratado de Lisboa. De favorável ao referendo, o partido passa a ser favorável à ratificação no Parlamento, com Menezes a reclamar ter influenciado a decisão do Governo, conhecida em Dezembro.

O terceiro "ziguezague" é a relação com a agência de comunicação Cunha Vaz & Associados. A empresa foi usada nas directas e, depois de eleito, Menezes diz que irá assinar um contrato. Até hoje. Pelo meio, Santana recusa que a agência possa prestar serviços de comunicação no Parlamento, os funcionários são vistos em várias ocasiões no partido, mas o contrato continua a não aparecer. Ribau Esteves chega a dizer que a direcção se recusa a revelar os "pormenores íntimos" da relação com a agência.

O quarto "ziguezague" surgiu logo no início, ainda em Outubro. Luís Filipe Menezes toma posse a 14 e começa logo a desenvolver contactos tendo em vista a sua entrada no Conselho de Estado, após a renúncia de Marques Mendes. Com a recusa de António Capucho em abandonar o lugar, e depois de PS e PSD terem andado em negociações para ultrapassar o imbróglio, Menezes surge a dizer que não se bate pelo lugar.

Em cerca de 180 dias, Luís Filipe Menezes teve ainda de lidar com uma multa histórica do Tribunal Constitucional ao PSD por financiamento ilegal. Depois de anunciar uma auditoria interna que irá visar as direcções de Barroso, Santana e Marques Mendes, o PSD pede para pagar a coima em prestações. No total são 265.415 euros. A 15 de Fevereiro, mal refeito com este e outros casos, o PSD é atingido pela onda do caso do Casino de Lisboa, onde as decisões dos governos de Barroso e de Santana são postas em causa. Sem nenhum dos actuais dirigentes envolvidos, Menezes sacode a água do capote laranja.

Nestes seis meses, o PSD já defendeu o alargamento das incompatibilidades para os políticos, a transferência de mais poderes para as câmaras, o fim do exercício da medicina no privado e no público e o desmantelamento do Estado em seis meses. O mesmo tempo que Menezes leva no PSD.
... tal e qual!!!...
... in DN... de FRANCISCO ALMEIDA LEITE
... agora pelas bases, mais básicas... ainda, pelas juntas de freguesia, estratégia diferente a ver se cola!!!... Há que tentar!!!... Poxa!!!...  Sherpas!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D