Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

... coisas do Sherpas!!!...

... comentários sobre tudo, sobre nada... imagens diversas, o que aprecio, críticas e aplausos, entre outras coisas mais!!!...

20
Fev08

... aqui p´ra nós... longe dos fóruns!!!...

sherpas

... ao fim de três anos de governança mais uma promessa p´rós jovens... esperança no futuro, oportunidades que surgem dum ministro primeiro que tem sido muito contestado, orquestração tremenda, esquerdas e direitas juntas perante políticas injustas mas necessárias (???...) que se praticam, reformas profundas que se impunham nos serviços básicos dum País que se pretende social, redução dum défice enorme, contenção nas despesas, sustentabilidade no que o mantém, fiabilidade perante quem o adopta para aplicar capitais, criando empresas, gerando emprego, mantendo dignas e justas a saúde, o ensino, a justiça e a segurança social, funcionais e ao dispor de quem paga impostos para isso mesmo!!!...

 

... quem altera o instalado, que se mantinha ao longo de décadas, puro laxismo, incúria  e desmandos, aproveitamentos dos que se aproveitaram da COISA pública, com descaro... corre o risco que correu Sócrates, ser perseguido e vilipendiado a nível pessoal (vergonha) profissional (engenheiro) e político, (pinóquio) apelidado de anti-social, sendo socialista e com maioria absoluta, reunindo condições para tentar fazer, fazendo, criando atritos todos os dias, "mal com os homens por amor ao País, mal com o País por amor aos homens (alguns que ainda xuxam na teta do Estado)" estratégia seguida, objectivos ainda não atingidos, indo pelo caminho mais indicado!!!...

 

... tudo lhe chamaram, deram-lhe epítetos desadequados, não respeitando pessoa, político e funções que desempenha, perseguição atroz, tiros de todos os lados, razão pela qual duvido das fundamentações e acredito nas intenções, porque faltou... criou empregos (ainda faltam muitos para os 150 000) não debelou o desemprego por completo, deixou fechar empresas que se deslocalizaram, alguma arrogância de quem pode, de quem manda, de quem não considera quem não consegue ser oposição, sequer, tratando-os com alguma indiferença, sobranceria que se justifica, acusando-os de nada terem feito de proveitoso para o colectivo, em proveito próprio como vamos sabendo nas entrelinhas, aos poucos!!!...

 

… foi duro, quase insensível perante os fracos mais fracos, vítimas maiores das reformas, dos custos, dos débeis rendimentos que persistem, aumentou o tempo necessário para a aposentação devido à longevidade que se prevê, quadros bem tristes em relação a casos pontuais, doenças gravosas, perseguição de professores e funcionários públicos, perda de direitos, regalias e benesses, harmonia mais social, equiparação ao privado, perseguição dos que fugiam ao fisco, dos que abusavam, nos comestíveis e outros consumíveis…fiscalização que se não fazia, regras mais rigorosas, penhoras, pagamentos a tempo e horas, responsabilização de toda uma sociedade que esteve sempre entregue à bicharada, rebaldaria consentida, amiguismos e influências, corrupções e peculatos por tantos lados, modernização do tecido industrial, do clássico, inovação e regeneração doutros mais actuais, aposta nas tecnologias, aumento das exportações, impostos que se mantêm intocáveis com a justificação de sempre, o raio do défice, fechamento de serviços inoperantes na saúde e no ensino, melhoria dos existentes, País mais País que ainda se contradiz… quando observamos ganhos de fábula nos grandes grupos, nos bancos e seguradoras face aos vencimentos mais baixos da Europa dos ricos!!!... Tem sido obra, com aplicação de dinheiros no turismo em grande escala, de qualidade, costa e interior alentejano, Algarve, costa ocidental, energias renováveis, novas fronteiras, novas oportunidades, sei lá eu que mais!!!...

 

… fui prejudicado em termos de vencimento, (fracos aumentos) de saúde (ADSE) carestia de bens, de serviços, combustível e portagens, sacrifício que partilho e perfilho, compreendendo e aceitando, satisfação bem grande pela coragem do engenheiro face ao grande gastador da ilha que é Pérola, fraca intervenção, algum receio dos que comandam o barco, quanto a dinheiros… a União Europeia e a CIP, subserviência, seguidismo, quase apagamento além de anuência quanto a recuos das pontes e do aeroporto, TGV que se perspectiva, resma de inquéritos que surgem e se continuam arquivando, justiça de casos mediáticos que tarda, se arrasta!!!... Socialismo moderno, não terceira via guerreira de Blair… outra receita que se ajeita e acomoda, que vai ao encontro aceitando um Tratado que não foi referendado, cravo que tenho e não perdoo!!!... Pesando p´rós e contras… agora na moda, confessionário público e desculpabilizante, entre males maiores que se alternam, continuo preferindo este que nos castiga mas faz, mal menor que enfrenta esquerdas conservadoras e radicais, direitas esquisitas, obscuras, não fiáveis, com alguma coragem que pretendo seja maior, Estado forte, mais aberto com quem precisa, mais desperto em relação aos aproveitadores de sempre, a eles próprios, também!!!... Deixem-nos trabalhar… manifestem descontentamentos fundamentados, não orquestrados, democracia plena com respeito pelas instituições, vigilantes com os governantes, tal como eles em relação a nós, Estado de Direito com efeito, a sério, um Portugal melhor para os vindouros!!!... Expectante, como sempre!!!... Sherpas!!!...

... ah, é verdade... foi graças a esta maioria socialista que foi possível às mulheres decidirem por si e em consciência sobre a IVG, tal como o brilharete da última Presidência Portuguesa da UE... onde se acabou o cozinhado dum Tratado que mudou de nome, de Lisboa ou Reformador, sendo o mesmo que foi rejeitado pelos cidadãos europeus, agora ratificado por via (para) lamentar!!!... COISAS!!!...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

Os meus links

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D