Quinta-feira, 6 de Outubro de 2016

... TATE!!!...

... ali, sentado numa banqueta alta,

ombros descaídos,

encostado a espécie

de manjedoura corrida,

copo vazio, água na garrafa,

olhos postos no rio TAMISA,

barcos em série,

cheios de ávidos turistas, de contentores,

mais pequenos, formatos diferentes,

movimento bastante por baixo das pontes,

águas escuras, céu carregado de nuvens,

elegante, pedonal, velha conhecida,

do milénio, partindo do Tate,

museu muito meu, pleno de vida,

mesmo em frente da catedral de S. Paulo,

do outro lado,

a um passo, curto passeio,

visita, encanto, meu recreio,

repensando o dia, já a meio,

com companheira ao lado,

meu encosto, parceiro encantado,

gostos idênticos, caminhantes de sempre,

anos passados, um repente,

DSC01916

 

 

pequeno almoço no hotel, continental,

tal e qual, tão frugal,

fugindo ao breakfast inglês,

pesado, encarniçado,

ovos, salsichas, pedaços de porco,

feijões, fritos crocantes, chás ou cafés,

repetindo, consoante apetite,

buffet,

preparação, começando o caminho,

metropolitano ali ao pé,

usança do passe tirado na véspera,

por três dias, creio,

carruagens cheias de gentes diversas,

cores e credos,

consultando pequeno mapa da linha,

várias paragens, objectivo preciso,

Torre de Londres, um pouco mais,

edifício mais alto da cidade,

SHARD LONDON BRIDGE,

vontade tamanha, curiosidade,

nunca antes viste...

DSC01914

 

 

na proximidade, vista espactacular,

sobre o dito, sobre a ponte, sobre a torre,

esplanada simpática, sentámos,

pedimos algo, uma cerveja e uma água,

empregado solícito, poliglota, vivências,

buraquito no estômago, comia-se alguma coisa,

pedimos a ementa, refeições rápidas, petiscos,

conselho apropriado, graças e ditos, solvências,

riso alargado, espera, encontro,

uma emigrante portuguesa que s´aproxima,

rapariga nova, simpatia,

fome de contacto, que bonito trato,

conversa, recordações, partilha,

e... o tempo passa,

ali, sentados,

mesmo defronte, sobre o TAMISA,

eis senão... quando chega a “TAPA”

que nos maravilha, camarões grelhados,

bem arranjados,

regalo dos olhos, sabor portentoso,

conversa gostosa com nossa patrícia,

um “não acabar” de saudade,

portugueses fresquinhos,

acabados de chegar,

aconchegados, usufruindo espaço, presença,

quando se pensa...

DSC01924

 

 

beijos e abraços,

prometemos voltar,

continuámos trajecto,

sorriso e afecto,

ingredientes de pasmar,

cidade cosmopolita, variada nas gentes,

deste, doutros continentes,

ingleses também,

como nos sabe bem...

DSC01965

 

 

deambulando, como gostamos,

lá fomos

aproximámos da ponte do MILLÉNNIUM,

elegantérrima, pedonal,

éramos, no meio de tantos, mais um

turista ávido, sedento, unidos num,

grupinho restrito, como casal,

passámos por uma banda

do Salvation Army,

parámos, ouvimos, apreciámos,

contactámos,

fomos convidados a entrar,

conduzidos por uma diligente e amável

oficial,

sem preconceito, mui diligente,

percorremos salas, salões,

ao som da banda, postada no exterior,

trocámos algumas palavras com a CHEFIA,

ouvimos atentamente,

uma finura, um primor,

despedimos e... continuámos,

satisfeitos, rumo ao MUSEU,

minha mulher e eu...

DSC01952

 

 

lá estava, como sempre,

saudade que mantemos,

bem diferente entorno,

início dum sonho,

concretizado, com êxito,

espaço de criatividade, imaginação,

variados temas, evolução,

várias exposições,

fotografias, composições,

ser humano que se transpõe,

s´ultrapassa,

não pára, surpreende,

modifica, inventa,

quanto nos tenta,

agradável, braços abertos pr´ó MUNDO,

toca-nos bem, conhecimento profundo,

vista soberba sobre o TAMISA,

restauração que nos satisfaz,

bar panorâmico, paragem, descanso,

introversão,

minha ilusão,

doce recanto, agradável remanso

que não dispenso,

quando por ali m´encontro,

sinto-me bem,

quanto conforto...

DSC01970

 

 

a VIDA, como ela é,

sem vedetismo exacerbado,

ARTE, em qualquer COISA,

em qualquer parte,

maneira diferente de ver,

no simples facto d´existirmos,

de fazer,

DSC01951

 

 

como a penso,

não descurando outras,

tão nobres,

tão dignas como as que nos mostra,

nos espanta,

nos enobrece,

não esquece,

DSC01955

 

 

soco na face,

repentino,

chamamento,

na altura, no momento,

no TATE, nas salas,

nas obras expostas,

modernas, vanguardistas,

quase esquisitas,

ali, sem menorização,

equilíbrio que se pretende,

rasto do ser,

rasto do homem que cria,

quanta fúria, quanta alegria,

quanta harmonia...

DSC01976

 

bom pedaço do dia,

minha doce fantasia,

MUSEU que muito me diz,

não se contradiz,

existe, faz parte,

pura vivência como arte...

DSC01963

 

 

carrossel de cores que se juntam,

de formas que as embelezam,

recordatório dum MUNDO passado,

duma realidade que se mostra,

dum absurdo que nos motiva,

composições que nos fazem pensar,

ajuntamento do trivial,

que é presente,

dum futuro que é tanta gente,

esperança ridente,

tesouro mil,

encantos que nos tocam,

quando expostos, quando se focam,

pormenores que se combinam,

agregam, nos animam,

salas que são sonhos,

fotosque se desnovelam,

pretos e brancos soberbos,

fauces que nos inebriam,

quanta imaginação, quanta arte,

quanta criatividade, qualquer parte,

quanto devaneio, previsão,

uma chama, um desejo,

pura emoção,

enquanto percorro, aprecio, vejo!!!... Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 07:37
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.posts recentes

. ... sabores!!!...

. ... experimentação!!!...

. ... PIRATAS!!!...

. ... descalçar... as BOTAS...

. ... pérolas!!!...

. ... bocejo!!!...

. ... reprimenda!!!...

. ... heróis e... cavaleiro...

. ... se possível fosse!!!....

. ... TATE!!!...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. ... antes que... a vida, ...

.links

.as minhas fotos

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds