Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

... patriota!!!...

… em TEMPUS tinha HISTÓRIA,

tinha exemplo,

arranjados de momento,

episódios de espantar, guardava o que ia lendo,

aprendendo,

seguindo séculos de vivências,

compêndios que repassava,

cronistas d´época, diziam,

testemunhos de actos,

relatados,

companhia permanente nos estudos que fui fazendo,

memorizando,

crescendo,

 

considerando guerreiros, heróis, santos,

façanhas, grandes proezas,

de remate, sem contestação,

sobre os mares, em fortalezas,

leituras épicas, preparação,

puro recreio, tal o gosto que sentia,

visionando o que lia,

 

paradeiros estranhos, animais desconhecidos,

gentes de bom e mau feitio,

peles acobreadas, escuras,

mulheres formosas, deidades,

inspiração, dádiva dos DEUSES,

ninfas que o protegiam,

sossegavam,

quando, por cansaço ou assombração,

soçobravam,

perante horrendas criaturas,

monstruosas,

assim escrevia,

o perseguiam nas tormentas,

feras passagens,

vãos esforços,

valentia,

 

excelências,

símbolos de toda uma NAÇÃO,

 

não me contentei de viver nela, morri com ela,

terras de Kibir, sonho de rei criança,

com ele, morreu a esperança,

fragor da batalha, corpo esvanecido na voragem,

patriotismo de poeta,

como homem,

 

cobiça de tanta cabeça,

terras mui distantes,

longínquas,

amor tão vivo, maior que a TERRA,

recanto de tanta guerra contra o mouro, o castelhano,

relembra feitos d´antanho,

quando afastado dela,

narrando o inenarrável,

quanta dor, saudade,

orgulho de pertencer a tal gente,

em boa verdade,

tão pequeno se sente,

perante

memória viva, tão distante,

 

rimas prontas, bem profícuas,

sonhador que deixou obra,

burilou como entendeu,

misturou tudo que tinha,

mitologia com crença,

conhecimento,

visão, quando presença,

compondo um monumento,

tal como a viu,

descreveu,

LUSA desdita, grande feito,

descobrimento,

 

igual aos CÉUS, DEUSES distintos,

assim proclamava,

apontando POVO tão valente,

entoava,

quando, silencioso, relia escritos,

folhas diversas, pergaminhos,

 

quando assentia,

guardava,

memória

de Trajano ou de Corinto,

imperador,

filho de ZEUS no OLIMPO,

no imaginário, um portento,

senhor de muito conhecimento,

adulando reis de poder imenso,

levado por entusiasmo,

grande amor que tinha,

saudade que o consumia, enquanto ia e vinha,

pressente, de corpo inteiro,

arrostando vida nas naus,

servindo,

 

quando compilava epopeia,

livro magistral, reverência,

imaginativa descrição,

quanta lágrima, emoção,

seguidismo, na perfeição,

obra de grande mestre,

 

pecadilhos irreverentes

perante santos inocentes,

sábio na pena, na espada, conquista de mulher bela,

assim no-lo mostram quando o descrevem,

quando o mostram na tela,

 

branco, cinzento, quase negro, voltas que a vida lhe deu,

por terras do DEMO penou,

quando, num recanto, gasto, bem vivido,

parou, pensou, escreveu

tudo que lhe vinha ao pensamento,

puxou de argumentos que tinha,

enrolou,

arrolou quanta personagem, em chusma,

recordou,

 

sem uma vista, perdida em África,

em confronto com o 
Mouro,

quanta sorte,

escapando da morte,

continuando desdita,

pairando por Goa,

nos confins do Império,

terras de Macau, gruta que foi refúgio,

berço do seu empenho,

escritos maiores,

referência aos seus amores,

aventuras e desventuras de todo um POVO,

 

morreu de novo,

 

regresso com penúrias várias,

atribulações,

breve excerto dum patriota verdadeiro,

apontamento meu,

sem pretensões,

 

não se contentou em viver nela,

morreu com ela… Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.sad}{#emotions_dlg.smile}

 

publicado por sherpas às 19:46
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.posts recentes

. ... reprimenda!!!...

. ... heróis e... cavaleiro...

. ... se possível fosse!!!....

. ... TATE!!!...

. ... Caravaggio!!!...

. ... caravela portuguesa!...

. ... REGISTO!!!...

. ... expulsos, por... negl...

. ... entre... quatro pared...

. ... GANÂNCIA!!!...

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

.as minhas fotos

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds