Quarta-feira, 23 de Junho de 2010

... poeta do... impossível!!!...

… uma ideia, uma imagem, uma parede vazia,
uma visão, uma ilusão, um amplo horizonte,
alguns pormenores, um quadro, um prego,
como por efeito de magia,
como ligação, como um transporte, uma ponte,
um céu azul e espelhado, uma águia de asas abertas,
uma flor com um pássaro, em cima dela,
temos essa capacidade, suficiente imaginação,
de olhos escancarados, vendo o que não vemos,
fazer do abstracto, coisas concretas,
inventá-las a qualquer momento, quando à janela,
num quarto vazio e frio, parede, simples ilusão,
transporte para uma outra dimensão,
fronteira com que se não esbarra,
que não nos tolhe o passo, que não pára,
vendo aquilo que queremos,
fazendo formosos, os pensamentos,
assim julgamos, assim vemos,
quando distraídos nos julgam,
naqueles breves momentos,
poetas ou sonhadores continuados,
sorrindo à vida, sorrindo à morte,
fazendo belos e velozes, em todos os lados,
rimas e versos, fortunas e… sorte!!!...

… ao preto tristonho e escuro, sem futuro,
damos cores risonhas, garridas, gritantes,
ouvimos sinos a repicar, músicas de encantar,
risos e gargalhadas, quando auguro,
quando me detenho, quando olho, como poeta,
como esteta que se não detém, que avança,
que derruba obstáculos, tudo alcança,
num simples parafuso, num ponto, numa proveta,
numa parede nua, vazia e aberta,
que não interrompe, horizonte com que se acerta,
nossas fantasias, alegrias imensas que nos entranham,
doces amores que se saboreiam,
companheiros que nos preenchem, acompanham,
que nos dão, não nos tiram, sempre nos enleiam,
nuvens carregadas de magia, chuvas cálidas, agradáveis,
lagos e cisnes, árvores que sombreiam, que saboreiam,
brisas calmas, manhãs tranquilas… adoráveis!!!...

… quarto escuro, encerrado, pensamento ao alto,
criatividade no auge, motivação premente,
necessidade que nos assola, que nos enrola,
que nos eleva, que nos faz ver o que não vemos,
naquela fraga, no precipício, naquele socalco,
à beira dum rio de águas belas, transparentes,
que surge assim, de repente,
ali ao pé, dentro da sala que nos isola,
prados imensos, ovelhas que balem, rebanhos,
homens simples, não confusos, não complexos,
vidas curtas e belas, montados tamanhos,
sons esparsos, silêncios profundos,
Mundos diversos, coloridos… difusos,
sonhos e quebras, magias repentinas,
vertigens que assombram, que se escrevem,
depois de pensadas, insensatas,
ali, naquela sala, parede vazia, sem nada,
céu azul, espelhado que… se alarga!!!...

… poeta do impossível, homem controverso e louco,
pensares tão díspares, mais alongados,
parado, avanças quilómetros, tudo alcanças,
não te contentas com pouco,
mais desejas, quando buscas por tantos lados,
uma resposta que te preocupa, que te ocupa,
uma perfeição que trazes contigo,
que tentas descrever, como maldição que te persegue,
como destino, modo de vida, persigno,
em nome do encoberto, do casual,
dono de todo o bem, inverso de todo o mal,
que albergo e guardo, dentro de mim,
quando descrevo o que sinto, como um fim,
ponto de eclosão, quase final,
hecatombe que se não concretiza,
que, por muito que tente… não se realiza!!!...

… naquele pequeno espaço, quanto faço,
naquela parede nua, quanto visualizo,
só, entregue a mim próprio, solitário,
sentado a uma mesa, junto dum armário,
escrevo e vejo, tudo que penso, dando um passo,
saltos enormes que realizo,
imagens de sonho, sensações tremendas,
acordes hilariantes ou melodiosos,
cantos e danças, contradanças,
quantas visões… lembranças!!!... Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 21:44
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.posts recentes

. ... reprimenda!!!...

. ... heróis e... cavaleiro...

. ... se possível fosse!!!....

. ... TATE!!!...

. ... Caravaggio!!!...

. ... caravela portuguesa!...

. ... REGISTO!!!...

. ... expulsos, por... negl...

. ... entre... quatro pared...

. ... GANÂNCIA!!!...

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

.as minhas fotos

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds