Terça-feira, 8 de Junho de 2010

... tempos de... descobrimentos!!!...

… do alto daquela fraga, bem no cimo, no cume,
vi águas que se estendiam, horizontes bem distantes,
lá ao longe, ponto escuro, bem definido,
como que brilhando, vislumbre,
precisão constante, nesgas aberrantes,
algo que se demarca, uma vela, um sexto sentido,
um alvor no coração de quem espera,
uma esperança que renova, que toma forma,
vontade enorme de soltar gritos, como dantes,
um reencontro que se adivinha, naquele pedaço de terra,
uma voragem, uma vivência que retoma,
um encantamento, uma doce ilusão de quem toma,
de quem aguarda, de quem ama,
de quem chora, de quem pede, de quem clama,
de quem sossega, de quem cala, se acalma,
conforta, vendo, aguardando o momento,
do alto daquela fraga, bem no cimo, no cume,
uma nesga, um brilho… um vislumbre!!!...

… passaram meses, passaram anos,
longo afastamento, desde o instante,
hora da despedida, aquando da partida,
naquela praia repleta, senhores e amos,
marinhagem diversa, gente rude, agreste,
labutando com o cordame, hesitante,
cumprindo ordens, carregando mantimentos,
sob o olhar perspicaz do almirante,
comandante daquelas naus quinhentistas,
nos preparativos, muito activos,
com pensamentos indecisos,
separações, alimentando ilusões,
sobre as navegações, as conquistas,
viagens sem rumo certo,
aventura que se projecta, nada concreto,
longe da família, do afecto,
som das velas que enfunam,
maré de feição, vento que sopra,
apitos, corridas, gritos, choros, partidas,
de quem parte… de quem fica!!!...

… sobre águas cristalinas, deslizam,
vão sumindo, no horizonte,
alma que sofre, coração que cobra,
desapego de tantas vidas,
quanto sofrimento implica,
ainda soam, espargidas,
algumas vozes de comando, ordens,
o barulho da bujarrona, quando enfuna,
a âncora que se retira,
gritaria, choros… zumbidos,
quantos sentimentos, sentidos,
numa fúria, numa quebra… numa partida!!!...

… depois, caiu o silêncio, começou o penar,
a ausência, a falta do ser querido, amante, marido,
filho mais velho, homem do mar,
marujos sem distinção, navegando para a ilusão,
com um sonho, uma esperança, rumo incerto,
aventura para o desconhecido, uma conquista,
destino pouco concreto,
cartas de marear, informações escassas, terras ignotas,
mares infindáveis, um palpite, uma pista,
uma espera que aumenta, que degrada, faz sofrer,
de quem sente a falta, de quem aguarda,
sempre no cimo, no cume daquela fraga,
no ponto mais alto da costa, olhando o mar,
olhos vigilantes, deixando o tempo passar!!!...

… vendo barcaças, não vendo nada,
ânsia que consome, não afaga,
meses que passam, anos que culminam,
recomeçam, carregam, humilham,
até que, do alto da fraga, se vislumbra,
pequeno ponto negro, uma sombra,
um grito, uma chama, alegria intensa,
quando deixa de ser penumbra,
quando se materializa, se adensa,
se aproxima, se vê… já não pensa,
se regozija pelo momento,
cura milagrosa de tanto sofrimento,
panaceia eficaz, para tantas maleitas,
navegam sobre as águas, firmes, escorreitas,
como no dia da partida,
nunca tal coisa se viu,
que alento, que afago… para tanta vida!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}{#emotions_dlg.portugal}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.santarem}{#emotions_dlg.aveiro}{#emotions_dlg.portalegre}{#emotions_dlg.beja}

publicado por sherpas às 16:23
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De sviluppo pene a 9 de Junho de 2010 às 13:56
Parabéns pelas palavras, muito emocionante. a escrita é um meio de libertação da alma

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 11 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ... o nosso CIRCO!!!...

. ... fogo posto... intençã...

. ... meio termo!!!...

. ... acabadinha de... cheg...

. ... sabores!!!...

. ... experimentação!!!...

. ... PIRATAS!!!...

. ... descalçar... as BOTAS...

. ... pérolas!!!...

. ... bocejo!!!...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. ... antes que... a vida, ...

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds