Domingo, 31 de Março de 2013

... estava bonita... a Caparica!!!...

... estava bonita,

a Caparica,

que bem lhe fica,

quando embalada,

raiozinho de Sol,

marulhar constante,

numa esplanada,

 

amêijoas à Bolhão,

olhando, num entretanto,

para a multidão,

tanto passante,

 

jovens e velhos,

crianças de peito,

aconchegadas,

carrinhos tão fofos,

olhares tão mornos,

brisa do mar,

leve raiar,

 

dando corridas,

em liberdade,

quando crescidas,

pendentes ainda,

início de vidas,

sorriso dos pais,

cãozinho à trela,

conversas dispersas,

respirando o ar,

borrifos, por vezes,

num ir e vir,

num marulhar,

velho senhor

embevecido olhar,

 

moldura humana q´adensa,

ruído, música gritante,

câmaras em profusão,

maquinetas na mão,

pódio saltitante,

prémio, palavra que pensa,

ocasião,

 

sorriso q´avassala,

a gente, passa,

continua passeio

no calçadão,

devaneio,

pendente d´iracundo amigo,

vozeirão de quem mostra,

Neptuno irado,

tempo virado,

brancos contínuos,

rebentação,

 

quadros profícuos,

encantamentos,

plúmbeas nuvens,

no céu,

pescador desiludido,

condição adversa,

sentado,

olhar vazio,

que DEUS lhe deu,

sem conversa,

 

quase romaria, procissão,

diversão,

obcecação,

 

... estava bonita,

a Caparica...

 

areia que piso,

moçoila formosa,

mostrando o que tem,

fresquito ainda,

idade perfeita,

um som,

um riso,

 

abrigo bem posto,

aragem no rosto,

diversidade,

que bem,

que bem,

quando se ajeita,

sol que espreita,

mais isolado,

revolto bastante,

barulho constante,

balada sem cães,

na praia de todos,

escapadela,

confortos,

é vê-la,

é vê-la,

 

... quando bonita,

a Caparica...

 

mesmo iracundo,

zangado, sombrio,

enfurecido,

bem lá no fundo,

mar, desafio,

destino, sepultura,

companheiro duma vida,

recordo, porventura,

outro dia,

outra ida,

 

acalmia ronceira,

idade do bronze,

uma brincadeira,

braçadas de então,

mergulhos de Verão,

frescura tão boa,

brisa ligeira,

ali à beirinha,

visionando LISBOA,

 

espelho tão amplo,

maravilha, encanto,

 

... estava bonita,

a Caparica... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.smile}

publicado por sherpas às 19:19
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 19 de Março de 2013

... maratona!!!...

… cidade virou MARATONA,

quase beco, sem saída,

revirada,

numa fona,

trânsito mais complicado,

seguindo regras, seguindo agentes,

caminhos tão diferentes,

 

destino,

mais longe do fim,

vira aqui, vira ali,

volta para trás,

segue em frente,

espécie de jogo escondido,

me fui sentindo perdido,

logo após celebração,

quanta,

quanta aflição,

 

projecto que tinha em mente,

saída por aqui perto,

arejamento,

como certo,

viagem curta,

turismo cercano,

neste País,

“nuestro hermano”

 

fazendo agitar economia,

com minha parca valia,

tostões que gasto,

proveito,

tapa que se pica,

trejeito,

entra algum,

dá sempre jeito,

 

mais restrito,

mais contido,

“caña” como complemento,

passeio que se tornou hábito,

quando por aqui me encontro,

lembrando tempo que s´esfumou,

quão veloz,

rápido passa,

como passou,

 

sabe-me a boca a “churro”

“churreria” que frequento,

casa simpática,

“casco antigo”

café negro com que empurro,

clientela matinal,

livros,

manancial,

 

leitura no acto, para quem queira,

preço simbólico,

para quem leve,

ler com mais atenção,

tendo LIVRO sempre à mão,

aplaudo ideia,

tomo em consideração,

 

local sem fumo,

não alcoólico,

conhecido de há muito,

premiado,

altruísmo, negócio,

perto da “Alcazaba”

bairro antigo,

ainda muito arruinado,

quase,

quase desabitado,

 

rua estreita,

piso inclinado,

quanto s´ajeita,

levando “churro”

fazendo recado,

 

virou MARATONA,

a cidade,

chuva inclemente que cai,

projecto que se vai dissipando,

tinha saído da missa

minha mulher,

crente, devota,

cada um como se quer,

na “churreria” ou  na igreja,

intenção de dar uma volta,

 

presos,

trânsito complicado,

cumprindo orientação d´agente,

indo p´rá frente,

indo para trás,

num calhar,

um tanto faz,

 

estradas,

ruas,

como ribeiros,

tão nuas

de gente,

maratonistas

dando nas vistas,

um que outro passante,

extravagante,

céu carregado, ameaçador,

vai-se-nos a vontade,

estupor,

perante triste realidade,

seja lá como for,

 

carros tantos,

vespeiros,

saída inadmissível,

chuva em abundância,

turista do impossível,

 

economia parca,

tostões,

MARATONA como desporto,

multidões,

participantes,

pés molhados,

chapinhantes,

revirados,

planos trocados,

“caña” que s´adia,

chuva a potes, impedimento,

 

“tapa” que se esquece,

não aquece,

não arrefece,

passeio gorado,

lamento,

outro dia

na “churreria”

logo

à saída da missa…Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.sad}

 

publicado por sherpas às 07:51
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Março de 2013

... obras!!!...

… tempo incerto,

desesperança,

passa dia tristonho,

vai-se o sonho,

não avança,

relógio da igreja já funciona,

não toca a rebate,

dá o que dá,

horas e quartos,

meias para cá,

meias para lá,

pedacinhos de vidas,

coarctadas,

sofridas,

cerceadas,

 

ruínas em profusão,

escombros na sociedade,

amálgama,

quando nos pomos,

cerne da questão,

ofensa, apreensão,

fomos,

somos

desilusão,

 

arrumadas em cave deserta,

desejando pequena aberta,

luzita débil,

promessa fiável,

sorriso,

gesto amável,

ferramentas em poiso certo,

lá em baixo,

aqui bem perto,

ajuízo,

penso comigo,

obra parada,

betonilha molhada,

 

desânimo de quem desceu,

cantina social,

miséria,

trabalho é coisa séria,

interrupção,

condições externas,

tanto local,

situações eternas,

imobilismo,

concentração,

camada que se calca,

despeja

obra de vulto que se veja,

 

desequilíbrio na formatação,

projecto d´antemão,

outro destino,

projecção,

 

sol ridente,

condição,

afanosos no ofício,

final ao alcance,

angústia q´avulta,

acumula,

 

quanto nos custa,

desanima,

rádio que canta,

palavreado à toa,

assobio que s´atira,

pancada forte,

coloca, tira,

 

hora que passa,

relógio na torre,

tempo tristonho

na vida que morre,

esperança dum sonho,

céu tão cinzento,

frio que trespassa,

arrepio na espinha,

calafrio,

desafio,

 

deformação geológica,

artifício de raça humana,

com, sem lógica

tamanha,

obra de amplitude nacional,

melhoria,

acesso,

ligação

na planura alentejana,

brotam do solo,

quais estalagmites não calcárias,

várias,

ferem a vista, causam dolo,

 

mais a norte,

nas terras do Marão,

nasceram,

quais buracos imensos sem saída,

terra esventrada,

esquecida,

 

paisagens deformadas,

tiveram a mesma sorte,

repentina morte,,

 

abandonadas,

com, sem sol,

diferentes d´obra caseira,

aqui à beira,

que m´aflige,

restringe,

 

dependente de condição climatérica,

não homérica,

entre as banais,

como outras mais…

 

necessidade que me foi imposta,

“que te CAIGAN los ALBAÑILLES em casa”

diz o que não gosta,

quanta razão,

meu irmão, meu irmão!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.smile}

publicado por sherpas às 06:49
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.posts recentes

. ... sabores!!!...

. ... experimentação!!!...

. ... PIRATAS!!!...

. ... descalçar... as BOTAS...

. ... pérolas!!!...

. ... bocejo!!!...

. ... reprimenda!!!...

. ... heróis e... cavaleiro...

. ... se possível fosse!!!....

. ... TATE!!!...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. ... antes que... a vida, ...

.links

.as minhas fotos

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds