Sábado, 25 de Fevereiro de 2012

... forja!!!...

 

 … delirante perseguição, pradaria das emoções,

sétimo de cavalaria, vaqueiros, estranhos em terras virgens,

na forja do ferreiro, quanta poeira,

fuligens,

 

na bigorna possante,

dura, pancadas tão ritmadas,

moldam-se metais, transformam-se,

malham-se constantemente, conduzem-se povos, manadas,

distorcem-se saberes, verdades,

provocam-se mortandades,

 

genocídios,

crimes horrendos contra a HUMANIDADE,

nossos princípios,

nosso caminho, realidade,

HOLOCAUSTO, como verdade,

futuro incerto,

já agora, bem mais perto,

 

ampla terra, desconhecida, tenebrosas paragens, de medo,

à beirinha, quase em segredo,

como prisão, como degredo,

 

aliviavam suas nódoas,

viagem repleta de defeitos,

veros escravos, colonos, outras póvoas,

grossas correntes de ferro, moldavam-se, como animais,

bigorna na forja, pancadas duras no costado,

consoante bando,

do outro lado,

quanto engano,

 

genocídios,

crimes horrendos contra a HUMANIDADE,

nossos princípios,

nosso caminho, realidade…

 

algozes, carcereiros, chicotes, vergastadas a sério,

perante olhos inocentes, povos de origem,  esquecidos,

arredados dos seus bocados, ameríndios, aborígenes,

gentes escuras, étnias diversas,

outras crenças, outras rezas,

tão diferentes de sua génesis, criação,

reconciliação tardia, perdão,

 

genocídios,

crimes horrendos contra a HUMANIDADE,

nossos princípios,

nosso caminho, realidade…

 

invasão, descoberta, recados, cumprimento de certa missão,

IMPÉRIO, como solução, espalhando tanta aversão,

praticando ofensa, vitupério, degradação,

 

falso pretexto,  esclarecimento,

desde o início, julgamento,

recuperando almas ímpias,

tão puras, matando o próprio irmão,

pregando a PALAVRA, religião,

 

genocídios,

crimes horrendos contra a HUMANIDADE,

nossos princípios,

nosso caminho, realidade…

 

entre bons, maus, dualidade, quanta incúria,

falsidade, cara dura, quanta fúria,

terras inóspitas, gentes impuras, quantas fossas, quanto
porão,

cavername de caravela,

com desprezo que se não desvela,

acorrentados, escravização,

 

andaram de mão em mão, Costa do Marfim, como entreposto,

quanto desgosto,

quanto IMPÉRIO,

outra NAÇÃO,

 

genocídios,

crimes horrendos contra a HUMANIDADE,

nossos princípios,

nosso caminho, realidade…

 

como na forja do ferreiro, fazendo pressão,

calcando,

com pancadas ritmadas, afastando indígenas de seus sítios,

fazendo um INFERNO em PARAÍSOS,

 

de muito antes, primórdios, desde que lembro, desde que conheço,

escritos, registos, pensamento,

reles criatura amedrontada,

apavorada nas cavernas, nós cerrados, górdios,

um, entre muitos,

escondidos em refúgios,

bem no alto de arvoredo, quanto e quanto medo,

 

explicação, na evolução, habilidade que adquire,

estorieta mais banal,espiritual, espiritual,

redenção na morte,

sua sorte,

 

discernimento que se acumula, vontade que se agiganta,

não amedronta,

confronta,

TUDO espanta, tudo esmaga,

tudo mata, tudo RAIVA, ganância inaudita,

gente débil tão aflita,

 

genocídios,

crimes horrendos contra a HUMANIDADE,

nossos princípios,

nosso caminho, realidade…

 

selecção, forte que abusa, que tem,

esmagamento colectivo, em insensibilidade se transfigura,

mal sem cura,

estigma de quem se pensa maior,

espezinha pormenor,

sobrepõe, extravasa, destrói, tudo arrasa,

fere, calca. MATA,

 

tal como na forja do ferreiro, desde sempre, assim o lembro,

bem o conheço,

registos que consulto,

quanto me culpo, minúscula parcela dum TODO,

quanto m´envergonho,

 

irmanado aos que sofrem, vítimas dos que cospem,

maltratam, com afinco,

triste destino,

futuro incerto, já agora, tão perto,

genocídio colectivo, tão activo,

tão activo,

pancadas ritmadas, som metálico, intensivo,

 

genocídios,

crimes horrendos contra a HUMANIDADE,

nossos princípios,

nosso caminho, realidade…

 

berço da humanidade, conhecimento, entre rios, vilipendiado,

muralhas de Jerusalém,

num vai e vem,

confronto de quem se não respeita,

despeita,

 

esmagamento, concertação de genocidas,

lutas fratricidas,

memória que escorre,  se
não dissipa, mantém,

grandes que foram tão pequenos,

tratados como exemplo,

não detém,

seguimento,

sedimento,

resto,

escape,

dislate…

 

genocídios,

crimes horrendos contra a HUMANIDADE,

nossos princípios,

nosso caminho, realidade… Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}

 

 

publicado por sherpas às 13:58
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

REGABOFE -- >> desvario...

… tal como numa sala de aulas, professor novato,

livros de texto, desconhecidos, complexos,

alunos ávidos, não cativos,

buscando saída, explicação assertiva,

saberes mais elevados do nomeado,

entre tantos, o mais dotado de conhecimentos,

 

exemplo, no falar, rumo seguido,

cartilha maternal.

projecto, estratégia, plano bem elaborado,

futuro de todo um povo,

outros alvores, recordatório,

grandes IMPÉRIOS nas guerras tantas,

riquezas sem fim, destruição consumada,

morte de medo, esfacelado,

 

TURMA, vários matizes,

espavoridos, alvoroçados, sem nexos,

confusão, maior ainda,

quando petizes,

sendo petizes,

continuando petizes,

 

instituição sem crédito,

quebra repentina de caminhada atribulada,

casa roubada,

sem mestres, sem poções, sem mágicas,

ultrapassados no TEMPUS inclemente que se vive,

na sala, perdido,

sem mestre, sem bíblia sagrada,

sem teoria tão NOBEL,

sem económico,

sem financeiro,

sem dinheiro,

fluidez dum cómico,

pasmante situação,

aberração,

turma em desnorte, barulheira pertinente,

mestre sem culto, texto tão vácuo,

nenhum sentido,

 

escolas sobrepostas, mestres e doutos,

alvoroços,

caminhos diferentes, teóricos sem prática,

aprendendo de novo,

grossa toleima,

experiência de quem teima,

geração que sacrifica,

fuga infinita, explicação sem explicador,

feição, sem favor,

estratégia que não pega,

desconhecimento total,

na sala de aulas, na turma tão ávida,

no cantinho a esmo que trago no peito,

na falta de jeito,

 

UNIÃO desunida,

no dinheiro que sai a jorros,

compromissos, raivas,

dependência, submissão,

beija mão, sujeição,

tanto caos, tanta inclemência,

pura demência

do encarquilhado que aventa,

intenta,

 

doirado na pílula,

estrago tão farto,

pressupostos mais modernos,

avanços, recuos,

ditos, vexames,

imagens de medo,

guerras passadas, destruição, na mesma,

enxames,

 

quanto sábio, quantos ditames,

quanto comentário num diz-se que diz,

rapazola que se contradiz,

dobra a cerviz,,

brejeiro no verbo,

ditador de “pacotilha”, no custa que não custa,

na figura ridícula que mantemos,

mais acima, mais abaixo,

socalco que fala, quando ausente,

numa voragem,

num repente,

 

não aceita, teima e teima,

no leme, uma lesma, desastre

sem sumo nem arte,

puro disparate,

 

enfavelados nos seus bocados,

quando ditam, deitam na hora,

infelizes temas, palavras banais,

contratempos finais,

dispersam tristeza, amargura, incerteza,

dispensam, desfazem, reformam,

vendem ao desbarato,

esquecem princípios,

soberanos liberais,

muito mais do que os mais,

 

acobertados por estranhos,

que regem, usam, abusam, pilham,

sem contenção, numa viração,

austeridade lhe chamam,,

dinheiros sem FUNDO, num poço tão seco,

bancos, banqueiros,

políticos, politiqueiros,

pirâmide invertida,

quanta miséria, fome sentida,

tão liberal, tão sem VIDA…  Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.sad}

 

publicado por sherpas às 08:28
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012

... retrocesso!!!...

… e se revertêssemos no tempo,

regressássemos às origens,

abdicássemos do que temos,

contássemos com o que possuímos,

espécie de bloqueio ao dinheiro,

contratempo,

exportássemos os mais FORBES,

fôssemos o que somos,

tão humildes, como POBRES,

 

chamando os que se foram,

olhar para SOLO produtivo,

adorar ASTRO criativo,

energia que não nos consome,

resplandecente, como HINO,

tudo rebenta, mata a fome,

 

 

dar valor a quem protege,

faz colorir campinas,

abriga no Inverno, aquece,

amadurece semente, qualquer fruto,

dando sabor, usufruto,

 

açúcar que nos faz mais doce,

recanto de PAZ, sossego,

na vida que nos trouxe,

 

 

não era a primeira vez,

outros fizeram assim,

usando material d´origem,

tudo o que temos à mão,

sem refinamentos dolosos,

estadão, instituição,

pagando à produção,

 

troca simples, directa, sem papel, sem metal,

cada um dando o que tem,

contando com companheiros desvalidos,

ficando mais nobre, ALGUÉM,

irracionais lhes chamam, amigos,

 

pele que cobre o corpo,

lã que se faz em fio,

entrelaçado colorido,

danças em comunhão,

bem cedinho, largo fronteiro,

casinhas feitas a esmo,

material colhido a eito,

 

outra religião se, por acaso,

origem de todos,

da VIDA,

organizando outros preceitos,

rejeitando logros, jeitos,

mantendo aquilo que temos,

como fazíamos, fazemos,

 

exemplos que se recordam,

sem atritos,

puras ganâncias,

fazendo barreira ao lazer,

esquecendo libré subserviente,

sem dinheiro, contratempo,

começando de novo,

outra gente,

 

anulando máquinas infernais de guerra,

matanças tão escabrosas,

cúmulos degenerativos,

repelentes,

próprios de seres informes,

minorando carências, fomes,

devolvendo lacaios que os adoram

sem prédicas nas catedrais,

ajoujando menos iguais,

 

recusando laudatórios sermões,

louvando imagens de santos,

miséria, dor, sofrimento,

tanto choro, tanto lamento,

 

e se revertêssemos no TEMPO,

regressássemos às origens,

repudiando quem se desmerece,

não aquece, não arrefece,

inclina para vida folgada,

tendo TUDO,

não tendo nada,

 

sorrisos de meia tigela,

encómios aos mais poderosos,

vil matéria que compra,

mui servis, onerosos,

tirando VIDA dos bolsos,

dinheiro que se vai escapando,

regressando, regressando,

 

curtir SOL que nos ilumina,

trabalho duro na TERRA,

pastoreio, como função,

pomares a perder de vista,

riqueza de bela NAÇÃO,

 

mar espelhante,

ricos cardumes,

produzindo,

sendo recreio para quem o tem,

fazendo bloqueio ao que vem,

arte pura d´artesão,

vida simples,

renúncia do que nos tolda,

incomoda,

 

ilusão no conhecimento,

razão que se não oculta,

tem ocupado quem ocupa,

depauperado quem o cria,

fazendo uso,

razia,

 

recriando outro caminho,

regressando às origens,

afins,

num paradigma diferente,

respeitinho por toda a gente,

dinheiros em profusão,

tema,

como aversão,

antes troca,

exactidão… Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}

 

publicado por sherpas às 08:54
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 7 de Fevereiro de 2012

"HIMALAIAS de vírus...

... porque SERÁ ((???)))

 

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.smile}

publicado por sherpas às 07:40
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2012

... constipação!!!...

… sopra, lá fora,

quase assobia, a ventania,

gélida, fria,

bem a oiço,

arrecadado porque… constipado,

 

coisinha quente, algum afago,

agasalho mais aquecimento,

ternura de quem me acompanha,

preocupação constante,

pastilha na hora,

a comprimido me refiro,

antipirético,

analgésico,

anti-inflamatório,

sem envoltório,

 

seguindo esquema,

estragando interior,

contentor em que corpo se transforma,

passando tempo, quedando melhor,

dando espaço, vazão,

aqui à mão,

 

teclado amigo,

companheiro de sempre,

associação,

desgostei da televisão,

orquestrada por situados,

não mostram, não dão,

filtram,

amigam,

 

em contramão não é informação,

desprestígio,

congeminbação,

 

pensamento do dia,

pela situação,

entre antiflogistico a que me afeiçoei,

alivia um pouco,

desinflama garganta,

quando tusso, com gana,

 

também magoa, muito cansa,

mais uma colherada de xarope,

provocador de expectoração,

maior alívio, sensação,

quase galope,

corre, assobia,

lá fora, quando sopra, gélido, tão frio,

vento tocado, do norte,

 

insensível,

massacrando,

quem não se cuida, não s´agasalha,

não s´abriga,

mesmo com vacina,

 

quase hábito, quase sina,

não tão violenta,

constipação apenas,

medicação que se consome,

algum recato,

vendo passar,

ouvindo soprar,

 

consumindo, pelas dores,

analgésico indicado,

pela pontita de febre,

antipirético garantido,

eficaz,

ritual cumprido,

 

horário,

fazendo mesclas,

martelando teclas,

pequeno calvário,

 

solarengo, lá fora,

folhas que dançam na copa das árvores,

bocados, recados, favores,

atenção que me dão,

introspecção,

enchendo papel virtual,

menos mal,

 

acompanhado c´o teclado,

vou vendo, passando,

aquecendo bebida apropriada,

fervura,

doçura,

contratempo,

intento,

tão preso me sinto,

mais um comprimido… Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.mad}{#emotions_dlg.smile}

 

publicado por sherpas às 12:14
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 11 seguidores

.pesquisar

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ... acabadinha de... cheg...

. ... sabores!!!...

. ... experimentação!!!...

. ... PIRATAS!!!...

. ... descalçar... as BOTAS...

. ... pérolas!!!...

. ... bocejo!!!...

. ... reprimenda!!!...

. ... heróis e... cavaleiro...

. ... se possível fosse!!!....

.arquivos

. Novembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. ... antes que... a vida, ...

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds