Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011

... palco da vida!!!...

... silêncio total, expectativa de quem pressente,

escuridão que tudo apaga, rasgada por alguns pontos luminosos,

cena que persiste,

amplidão que se estende,

olhos ávidos,

assistente que se não cansa,

quando se levanta,

 

privilégio, do alto da minha janela,

 

cenário que se vai compondo, verdes que se adivinham,

diversos,

ainda ocultos, indistintos, formosos,

variados, sítios certos,

 

mais altos, mais bojudos,

alterações imperceptíveis, constantes,

seguindo norma, seguindo guião,

pujantes,

que emoção,

 

cena que me gratifica,

do alto da minha janela,

 

madrugada adentro, noite cerrada,

laivos coloridos, mais acima,

nuvens escuras que pronunciam agitação,

durante a representação,

focos menores que se vão extinguindo,

artista principal, rutilante,

majestática aparição,

silenciosa,

 

espargindo cores, formas, afastando cortinas densas,

abrindo boca de cena,

mostrando tudo aquilo que pensas,

 

já viste,

insistes, não despegas de tanta quietude,

tão plena atitude,

 

naquela hora, pontual,

acto primeiro, como quem brinca,

materializando, assim me brinda,

estremunhada ainda,

 

mimoseira,

mesmo defronte, cena magistral,

quase solene, tão igual,

 

artistas inertes, crescendo,

eucaliptos mais distantes, diferentes plátanos, pinheiros,

oliveira que me faz lembrar,

quase chorar,

 

piteira que se tornou enorme, rasteira erva viçosa,

arbustos, intervalando,

encantando,

 

sem ponto, encenação, projecto, produção,

director proeminente,

que perfeição,

vai-se iluminando o palco, que sensação,

 

sem contratempo, sem contra-regra,

sem espavento, sem intervenção,

tão natural, tão igual,

 

ainda noite, mui cedo, sem reserva de véspera,

logo que me ergo, à hora certa,

 

mal durmo, quando deitado,

assumo vontade tão grande,

sem reclamação,

ocasião,

sem lamento, orquestras ausentes,

 

cacofonia que desespera, ruídos, gritos,

acelerações constantes, irrequietos estampidos,

extravagantes, ainda dormidos,

travagens bruscas,

quanto me assustas,

 

instantes breves, solenes, tão belos,

que harmonia no palco da vida,

doces anelos,

apartado de TUDO,

tão quedo, tão mudo,

 

silêncio total, no alto da minha janela,

 

escuridão que se rasga, SOL que surge,

formas, cores, tempo que urge,

a vida é bela,

 

homunculi que ruge, drama, tragédia,

episódio tão curto, estraga tudo,

pendor, hecatombe, comédia,

pormenor gargalhante,

irritante maior (?) causa medo, horror,

 

secundário artista no palco da vida,

harmonia perdida,

ridícula, arrivista, criatura... convencida... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}

publicado por sherpas às 05:29
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 18 de Dezembro de 2011

... pinga... que pinga!!!...

  

... pinga que pinga, água da chuva, intermitente, num mero acaso,

sem protecção, sem casario, passo apressado,

eis que se avoluma, aguaceiro tremendo,

paro, reconsidero,  vou passeando,

molhando, molhando,

como um pinto, como um pato, todo encharcado,

 

arrepio que me percorre, nada me ocorre,

aguento a tempo inteiro, troveja no CÉU,

mais carregado,

 

raio de luz, arco-íris sem pote,

mais aberto, sem truque, remoque,

insinuação brejeira,

num repente,

a sério, brincadeira,

regressa ASTRO primeiro, dono da vida,

quanto me aquece, sinto-me gente,

 

airoso, observo lantejoulas que brilham

quando citadino,

na porta dum café, na janela do bairro,

na protecção que tenho, nos regatos que cantam,

nos beirais dos telhados,

chorando, chorando,

 

mais agreste, quando campesino,

rosto levantado, ao léu,

encarando o CÉU,

sentindo correr a água que cai, sobre mim,

vagando,

encharcando,  por onde vai passando,

 

regando terra ávida, simples jardim,

pedaço que anima,

natureza agradece, rejuvenesce,

renova cores, cheiros, sabores,

completa ciclo , continuando outro capítulo,

como lendo, pausadamente, página dum livro,

 

estória, momento, acaso, sem cobertura, sem abrigo,

todo molhado,

como um pinto, como um pato,

 

espanejando roupa, calcando asfalto,

seguindo em frente, muito mais quente, satisfação,

contraste, iluminação, sol amigo,

afago,

 

continuidade de trajecto, descampado,

sem casario,

com arrepio, algum frio que se transmuta,

causa da chuva, desvario, afronta,

imprevisto, descuido,

 

esquecimento, céu carregado,

mais que culpado, pérolas preciosas,

gotas que regam,

são lágrimas de susto,

hecatombes tão grandes, rios que formam,

 

desgraças,  são mortes,

são trombas tão fortes,

 

molhas repentinas, charcos, são rios,

gotas que pingam, pérolas precisas,

regas concisas,

 

acasos, descuidos, repentes fortuitos,

esquecimentos, imprevistos,

são patos, são pintos,

 

tormentas absurdas, nuvens tão negras,

calafrios, são nesgas,

arrepios de medo,

esperanças que esfumam, vidas,

degredo,

 

momentos que custam, lapsos, segredo,

repentes, descidas, mortes,

são vidas, passeios, corridas,

charcos, são rios,

 

chamas,

sol que surge, quenturas intensas,

velas,

quando as sentes, as pensas,

casacas,  entretelas,

sorrisos,  gargalhares,

aluviões, esgares!!!... Sherpas!!!...

 

{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.sad}{#emotions_dlg.smile}

 

  

publicado por sherpas às 10:35
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 10 de Dezembro de 2011

... alicerces!!!...

... começando pelos caboucos,

aos poucos,

trabalho esforçado, custoso,

compondo alicerces fortes,

espetando pilares erectos,

pilastras robustas, enrijecidas,

compostas de muitas valias,

matérias bem resistentes,

armadas lhes chamam,

quando cheias,

quase, como num castelo, ameias,

 

cimentos, ferros diversos,

emaranhados concretos,

perpendiculares que vão subindo,

placas que vão unindo,

pedaços que TUDO compõem

quando s´ajustam, sobrepõem,

 

divisórias, segundo projecto,

esforço colectivo, papel,

tendo desenho, como guia,

para o inepto,

quase magia,

 

para o q´estranha,

quando se adentra,

fase iniciada,

primeira,

poeira cinzenta, sujeira,

roupas puídas,

tão gastas,

suores que correm em pinga,

sem cor, sem tinta,

cinzentos escuros, ferrosos,

labirintos entalhados,

tão feios,

nada formosos,

 

vai-se construindo a casa,

sonho de qualquer mortal,

abrigo,

belo conchego,

resguardo da intempérie,

esconderijo que se torna afecto,

 

lar que se vai formando,

família que vai surgindo,

ninhada sobre ninhada,

conjunto de pobres humanos,

fantasia que se vai criando,

parelha que se multiplica,

fazendo filho ou filha,

 

resma de conflitos,

alegria,

tristeza de fazer pena,

tragédia incomensurável,

imprevista,

não desejável,

 

morte de algum parente,

ligação que se encurta,

entre paredes já feitas,

casas bonitas,

perfeitas,

 

compostas com sumo gosto,

tendo telhado e tudo,

seguindo ritmo normal,

dos caboucos ao ponto final,

alicerces fortes,

bem postos,

evitando sustos,

desgostos,

 

enlevo na construção,

sem devaneio,

levitação,

partindo SEMPRE do chão,

como perspectivas,

dinheiros,

negócios que se praticam,

algum engodo,

especulação,

cumulativo q´existe,

 

vão construindo os pedreiros,

vidas curtas que não esticam,

elos fracos na cadeia,

harmonia que não persiste,

desemprego que se alteia,

paragem forçada, na certa,

altura de CRISE que aperta,

 

telhados que sonham,

no alto,

inversão do que é racional,

papel que não é pedra,

dinheiro,

matéria abjecta,

primeiro,

esquecendo cabouco,

pedreiro,

mais forte do que o próprio ferro,

quando mando, posso e quero,

 

sustentáculo,

esforço tremendo,

provocando penúria,

tanto mal,

sociedade em paranóia,

forcejar de situação

na mira do cúmulo,

milhão,

 

ganância exacerbada

que, espremidinha, dá nada,

provoca inquietação,

 

esquecendo primícia,

lógica,

harmonia perfeita,

habilidade,

perícia,

 

conjunção que tudo liga,

primor,

antes do telhado,

um cabouco,

antes de senhor

provocador,

 

mui louco,

enriquecido tresloucado,

à custa de tanto criado,

trabalho custoso,

esforçado,

massa informe que tanto pena,

pouco sonha,

quando constrói,

 

partindo do chão,

telhado que harmoniza,

abriga o que foi levantado,

conjugação de esforços,

num FEITO que... finaliza!!!... Sherpas!!!...

 

 

{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.confused}{#emotions_dlg.smile} 

 

publicado por sherpas às 08:37
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 11 seguidores

.pesquisar

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ... acabadinha de... cheg...

. ... sabores!!!...

. ... experimentação!!!...

. ... PIRATAS!!!...

. ... descalçar... as BOTAS...

. ... pérolas!!!...

. ... bocejo!!!...

. ... reprimenda!!!...

. ... heróis e... cavaleiro...

. ... se possível fosse!!!....

.arquivos

. Novembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. ... antes que... a vida, ...

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds