Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Deutsches Herzzentrum München

 

http://www.dhm.mhn.de/ww/de/pub/home.htm

 

 

 

 

The German Heart Centre Munich has gone down in history as a paragon for the consolidation of state of the art medical treatment of cardiovascular diseases at one centralised location. Since its foundation in 1972/73 as the first heart centre in Europe, it has served as a model for other institutions numerous times.

 

 

The new medical concept of treating patients of all ages with all types of cardiovascular disease at one facility has gained acceptance and has been applied to other areas of medicine.

The guiding principle of the hospital is to consolidate at one location the various medical branches required for the diagnosis and treatment of cardiovascular disorders, thus providing optimal patient care through constant close interdisciplinary cooperation.

 

The hospital thus unites the following departments and institutes:

Department of Cardiovascular Surgery
Department of Cardiovascular Diseases
Department of Paediatric Cardiology and Congenital Heart Defects 

Institute of Anaesthesiology
Institute of Laboratory Medicine 
Institute of Radiology and Nuclear Medicine

 

 

... palavras... para quê???... Reconhecido pelo tratamento prodigalizado... a minha mulher!!!... Abraço do Sherpas!!!...

 

 

publicado por sherpas às 17:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

... faleceu o SENHOR... da "banda desenhada"!!!...

Vasco Granja, 83 anos, divulgador de banda desenhada e do cinema de animação em Portugal, morreu esta madrugada em Cascais. Em 1974, deu início a um novo programa de televisão, denominado "Cinema de Animação", na RTP, que viria a durar 16 anos, com mais de mil programas transmitidos.

... in http://noticias.sapo.pt/info/artigo/992725.html

 

Vasco de Oliveira Granja, nasceu a 10 de Julho de 1925, no bairro de Campo de Ourique, em Lisboa em Portugal.


Aos 15 anos de idade, encontrou o seu primeiro emprego, nos Armazéns do Chiado. Era responsável pelas amostras de seda que eram oferecidas às clientes.


Algum tempo mais tarde, foi transferido para o departamento de publicidade, quando notaram que tinha um grande gosto pela leitura. Pintava cartazes com anúncios para as montras.


Como o ordenado não era suficiente, mudou de emprego, tendo ido trabalhar para a Foto Áurea, na Rua do Ouro, em Lisboa. Nessa altura, visitava com frequência a Biblioteca Nacional, que estava aberta aos jovens. Interessava-se já por museus, pintura e pelo desporto, tendo sido sócio do Benfica durante algum tempo.


Durante a sua infância, apaixonou-se pelo cinema. Como na altura não existia classificação etária nos cinemas, percorreu todos os que existiam em Lisboa.


No decorrer dos anos 50, durante o regime fascista em Portugal, associou-se ao movimento cineclubista. Em Lisboa, participava no aluguer de salas e na projecção de filmes obtidos através das embaixadas, em formato de 16 milímetros.


Os filmes tinham sempre que passar pela censura. Apesar disso, conseguiam mostrar filmes do neo-realismo italiano. Em 1952, foi detido pela PIDE, em consequência do dinheiro dos bilhetes para os filmes se destinar a financiar o movimento de resistência ao regime do Estado Novo. Esteve preso durante seis meses, na prisão do Aljube.


Em 1960, esteve presente no festival de animação de Annecy, em França, a representar Portugal. Durante essa viagem, a primeira fora do seu país, ganhou uma nova paixão pela animação. O cineasta canadiano de animação Norman McLaren tornou-se o seu maior ídolo e Granja viria mesmo a conhecê-lo pessoalmente.


Durante os anos 60, foi novamente detido pela PIDE, devido à sua ligação na altura ao Partido Comunista Português, mais concretamente à célula comunista dos cineclubes. Esteve preso durante 16 meses, tendo cumprido parte desse tempo em Peniche. Na prisão, foi submetido a várias torturas físicas e psicológicas, como a tortura do sono.


Em Portugal, a sua actividade de divulgação da banda desenhada intensifica-se a partir do aparecimento da edição portuguesa da revista “Tintin”, em Junho de 1968, onde escrevia e traduzia artigos.


Foi director da segunda série da revista “Spirou” (edição portuguesa) e coordenador da edição de banda desenhada da Bertrand (onde trabalhou no início da década de 60). Foi responável pela animação de “Quadrinhos”, um dos primeiros fanzines surgidos em Portugal, em 1972.


Esteve ligado à fundação da primeira livraria especializada de Banda Desenhada em Lisboa, O Mundo da Banda Desenhada, em 1978.


Em 1974, deu início a um novo programa de televisão, denominado "Cinema de Animação", na RTP, que viria a durar 16 anos, com mais de mil programas transmitidos.


Nesses programas, dava a conhecer a animação de todo o mundo, desde aquela que era realizada nos países do leste da Europa, até à proveniente da América do Norte. Pretendia, com o seu programa, divulgar, para além da própria animação, uma mensagem de paz, que considerava estar presente em muitos dos filmes da Europa de Leste que transmitia.


Permaneceu na RTP até 1990, altura em que se reformou. Para a memória fica uma breve aparição no programa humorístico de televisão Herman Enciclopédia em 1998, durante a qual parodiava os seus próprios programas sobre animação.


Embora tenha escrito e traduzido inúmeros textos sobre Banda Desenhada e Animação, o único livro editado da sua autoria foi Dziga Vertov (Livros Horizonte, 1982), sobre um célebre documentarista russo.


Vasco Granja é recordado por diferentes gerações pela sua maneira de comunicar sobre os temas que o apaixonaram, como o cinema de animação.


SAPO / SAPO SABER

 

... "homenagem singela"... do Sherpas!!!...

 

publicado por sherpas às 17:27
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 3 de Maio de 2009

... mãe!!!...

... como o Senhor a fez, como o Senhor a pôs,

rechonchuda, cantarinho d´Estremoz,

roliça, esperneante, olhos tão vivos,

amor perfeito, promessa, cativos,

anelantes protectores, outros senhores,

carinhos ardentes, doces pendores,


sustentação, base maior, raízes,

passam tempos, fazem-se anos,

fomos petizes,

anda, canta, pula, ciranda,

desenvolve harmonia, encanta,

boneca q´entoa, conversa à toa,

som cristalino, espaço que soa,


sonhos celestes, ridentes entornos,

fantasias esmeradas, magias, graças,

pulos tão grandes, esbeltas garças,

airosas tão leves, ágeis gazelas,

deslizam as águas, crescem as ervas,

verdes tão frescos, flores tão belas,

{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}{#emotions_dlg.smile}

perfumes q´espalha, pedaços de céu,

encontro, paixão, namorico, fogaréu,

sensação q´inunda, transforma, modifica,

sombra que cresce, cintura de vespa,

avelãs no formato, lagos profundos,

piscar que cativa, resguarda, incentiva,

ondulante cascata que moldeia, rodeia,

rosto ovalado, amêndoa que receia,


conjunto se compõe,

corpinho de fada, busto sereia,

linhas precisas, pontinhos tão certos,

inícios, conchegos, confortos, apertos,

futuros incertos, caminhos mais pertos,

destinos, encontros, união se perspetiva,

chama mais viva,


entrega, ilusão, maior conclusão,

emoção,

companheira, amiga,

semente, recepção,

amor com ciúme, intriga,

materna sensação, cantarinho bojudo,

continuidade no Mundo,

intempérie que castiga,

afago, sensação,

partilha de tudo,


boneca completa, receptáculo que s´entrega,

na dura refrega

árvore possante, leão que protege,

lágrima pendente, contida, sofrimento tão grande,

como o Senhor a fez, como o Senhor a pôs,

assim se formou, assim se compôs!!!... Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 11:40
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 2 de Maio de 2009

... a ocasião... faz o LADRÃO???...

Uns integram grupos organizados, outros roubam por impulso e nem percebem estar a cometer um crime. Os ladrões de lojas têm diferentes formas de furtar, catalogadas pela Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED)


http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=133864


Apesar da dificuldade em definir estereótipos de possíveis ladrões, a APED fez alguns perfis e indica a existência de bandos organizados, que furtam para terem fonte de receita, e ladrões profissionais, que procuram lucros adicionais.


Na lista estão também clientes reincidentes, que perderam o medo de roubar e fazem-no de forma premeditada, e os ladrões esporádicos, que roubam de forma espontânea artigos de 'capricho', aos quais dão pouco valor e que não querem pagar.


Outras ‘categorias’ são os colectivos marginais, que agem com a necessidade do momento e furtam produtos fáceis de vender a terceiros, e os ladrões não conscientes, que roubam pelo desejo de possuir algo que os atraiu ou por doença.


Estes últimos agem por impulso, de forma espontânea e sem consciência de estarem a cometer um crime.


Os métodos mais comuns de furto passam pela utilização de sacos forrados com papel de alumínio, que servem de escudo às etiquetas anti-furto que 'apitam' nos pórticos colocados nas entradas das lojas.


Mas as empresas de dispositivos de segurança já responderam com detectores de metais. Os ‘amigos do alheio’ também usam casacos de forro duplo e mudam etiquetas e códigos de barras para alterar o preço.


Também há a 'técnica dos dois carrinhos', em que dois clientes, geralmente um casal, dirigem-se à caixa registadora com dois carrinhos cheios.


Enquanto estão a ser contabilizados os produtos do segundo carrinho, uma das pessoas sai com a desculpa de ir arrumando as primeiras compras no automóvel.


Na altura de pagar, a segunda pessoa ‘nota’ ser o companheiro que tem a carteira e sai para a ir buscar.


O 'casal' não volta e arrecada tudo o que estava no primeiro carrinho, onde normalmente estão os produtos de maior valor.


Foi ainda identificado o 'trabalho em equipa', em que pessoas aparentemente sozinhas actuam de forma consertada.


Entre os empregados detectam-se furtos de mercadoria e dinheiro vivo, o auto-consumo, manipulação de preços e artimanhas com alguém externo à empresa na linha das caixas ou à saída da loja.


Os produtos mais apetecíveis são os CD, DVD e jogos, seguidos de roupa e sapatos, equipamentos electrónicos e pilhas, revelou o 1º Barómetro Nacional da Quebra Desconhecida, apresentado em Novembro.


Na lista estão ainda cosméticos, bebidas alcoólicas, chocolates, material de escritório, contraceptivos, produtos alimentares dispendiosos, congelados, lâminas de barbear, tinteiros, acessórios de moda, ferramentas e material informático.


Lusa / SOL


... a "OCASIÃO... FAZ o LADRÃO," tanto em baixo como em cima!!!... Continuo c´a minha... no meio de tanto FURACÃO, quanto MILHÃO!!!... MUITA "GRANA"... DOIS MIL MILHÕES D´EUROS, dava para muita família desempregada!!!... CHIÇA!!!... Sherpas!!!...

publicado por sherpas às 12:03
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Maio de 2009

... cem dias... d´OBAMA!!!...

WASHINGTON - Pela primeira vez em vários anos, um número maior de norte-americanos dizem que o país está na direção certa do que os que os que acreditam que a direção está errada, um sinal de que Barack Obama usou seus primeiros 100 dias na presidência para elevar o humor do público e inspirar expectativas de um futuro melhor. Muito preocupados com suas finanças pessoais e despesas médicas, os norte-americanos, apesar de tudo, parecem realistas sobre o tempo que Obama vai precisar para mudar as coisas, segundo uma pesquisa Associated Press-GfK.

 ... in http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,americanos-aprovam-primeiros-100-dias-de-obama-diz-pesquisa,359519,0.htm

 

O levantamento mostra que a maioria da população considera o novo presidente um líder forte, ético e simpático que está trabalhando para mudar Washington. Ninguém sabe por quanto tempo essa lua de mel vai durar, mas Obama claramente transformou o espírito do "sim, nós podemos" de sua candidatura numa ferramenta de governo. Sua habilidade de inspirar confiança - seu segundo livro é chamado "A Audácia da Esperança" - tem separado o presidente da dura realidade política de duas guerras, dos problemas da economia global e do incontáveis desafios domésticos.

 

"Ele apresenta uma perspectiva muito positiva", disse Cheryl Wetherington, 35 anos, um eleitor independente, proprietário de uma loja de chocolates em Gardner, Kansas. Outra descoberta da pesquisa pode indicar problemas para Obama na medida em que o centésimo dia, que será comemorado no dia 29 de abril, se aproxima.

 

Se por um lado há evidência de que as pessoas sentem-se mais otimistas sobre a economia, 65% dizem que é difícil conquistar o sucesso. Mais de um terço disseram ter um membro da família que perdeu o emprego recentemente. Mais de 90% dos norte-americanos consideram que a economia é uma questão importante, o nível mais alto já encontrado por uma pesquisa da AP.

 

Cerca de 80% acreditam que o aumento da dívida federal vai atingir as futuras gerações e Obama tem sido alvo de opiniões diversas sobre como tem lidado com o problema. Ainda assim, a porcentagem dos norte-americanos que dizem que o país está na direção certa subiu para 48%, de 40% que tinham essa opinião em fevereiro. Para 44%, o país está na direção errada.

 

Desde de janeiro de 2004, pouco depois da captura do ex-ditador iraquiano Saddam Hussein, pesquisas da AP não apontavam um porcentual maior de pessoas que consideram que o país está na "direção certa" do que "direção errada". Até agora, Obama tem desafiado os problemas e produzido uma tendência de otimismo, que começou com sua eleição. Mas ele sabe que suas perspectivas políticas estão diretamente ligadas a esses números. Se, ao final de seu mandato o público não acreditar mais que Washington é competente e responsável e que o país esteja pelo menos no caminho certo, suas perspectivas de reeleição serão duvidosas.

 

Poucas semanas depois de assumir o cargo, Obama afirmou que era responsável e capaz de responder por seus atos. "Eu tenho quatro anos. Se eu não cumprir meus objetivos em três anos, então será uma proposta de um mandato". A pesquisa indica que 64% do público aprova a performance de Obama, pouco abaixo dos 67% registrados em fevereiro. A taxa de aprovação do presidente George W. Bush atingiu a máxima de 50% em seus primeiros cem dias no cargo.

 

Mas Obama também tornou-se de alguma forma uma figura polarizadora, com apenas 24% dos republicanos aprovando sua performance, abaixo dos 33% de fevereiro. Obama fez campanha com a promessa - da mesma forma que Bush havia feito - de acabar com a mentalidade partidária que paralisa Washington.

 

Obama não é o primeiro presidente que bate na tecla do otimismo norte-americano, o espírito que nunca esmorece que os norte-americanos gostam de ver em si mesmos. Mesmo depois de ter fechado os bancos do país por um curto período de tempo, Franklin Delano Roosevelt falou, nos primeiros dias de seu mandato sobre a "confiança e coragem" necessários para colocar as economia dos Estados Unidos nos trilhos. "Juntos, nós não podemos falhar", declarou ele.

 

"Quando Obama assumiu", disse D.T. Brown, 39 anos, um apresentador de rádio de Mount Vernon, Illinois, que votou contra Obama, "foi como um sopro de ar fresco". Outros disseram que o esse otimismo não tem nada a ver com Obama, mas sim com uma era de responsabilidade pessoal que chegou com a crise econômica.

 

A pesquisa AP-GfK foi realizada entre 16 e 20 de abril por telefone com mil adultos em todo os Estados Unidos. A margem de erro, para mais e para menos, é de 3,1 pontos porcentuais.

 

... cem dias - cem dias - cem dias - cem dias - cem dias - cem dias - cem dias!!!... Sherpas!!!...

 

publicado por sherpas às 10:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 11 seguidores

.pesquisar

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ... acabadinha de... cheg...

. ... sabores!!!...

. ... experimentação!!!...

. ... PIRATAS!!!...

. ... descalçar... as BOTAS...

. ... pérolas!!!...

. ... bocejo!!!...

. ... reprimenda!!!...

. ... heróis e... cavaleiro...

. ... se possível fosse!!!....

.arquivos

. Novembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.favoritos

. ... antes que... a vida, ...

.links

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds